sicnot

Perfil

Desporto

Fenerbahçe só voltará a jogar após esclarecimento sobre ataque ao autocarro

O clube turco de futebol Fenerbahçe, dos portugueses Bruno Alves e Raul Meireles, anunciou esta segunda-feira que não voltará a jogar enquanto não forem esclarecidas as circunstâncias do ataque a tiro ao seu autocarro, que provocou um ferido.

No domingo, o Fenerbahçe apelou à suspensão do campeonato de futebol, devido ao ataque armado ao autocarro que transportava a equipa, no sábado, no regresso a Istambul, após ter vencido o Rizespor por 5-1. (Arquivo)

No domingo, o Fenerbahçe apelou à suspensão do campeonato de futebol, devido ao ataque armado ao autocarro que transportava a equipa, no sábado, no regresso a Istambul, após ter vencido o Rizespor por 5-1. (Arquivo)

© Stringer . / Reuters

"Não temos intenção de jogar enquanto as circunstâncias deste incidente não forem esclarecidas", afirmou o dirigente do clube Deniz Tolga Aytöre, em conferência de imprensa.

O Fenerbahçe, campeão turco em título, ocupa o segundo lugar da Liga, com 56 pontos, menos dois do que o líder Galatasaray, após 26 das 34 jornadas da competição.

No domingo, o Fenerbahçe apelou à suspensão do campeonato de futebol, devido ao ataque armado ao autocarro que transportava a equipa, no sábado, no regresso a Istambul, após ter vencido o Rizespor por 5-1.

Enquanto o autocarro circulava numa autoestrada perto da cidade de Trabzon, no nordeste do país, com os atletas e outros dirigentes a bordo, o motorista da viatura foi atingido por disparos na cara.

Segundo Mahmut Uslu, responsável do clube, após os disparos, o motorista conseguiu imobilizar o veículo, que se dirigia de Rize para Trabzon, de onde a equipa viajaria para Istambul.

Na altura, o Fenerbahçe realçou a "importância vital" de saber quem foram os responsáveis e puni-los.
Lusa
  • Federação de Futebol turca condena ataque ao autocarro do Fenerbahçe
    1:57

    Desporto

    O autocarro da equipa turca do Fenerbahçe, onde jogam Bruno Alves e Raul Meireles, foi ontem atacado a tiro. Os jogadores e a equipa técnica estão bem, mas o motorista ficou ferido e teve de ser hospitalizado. O veículo foi atacado numa autoestrada no nordeste da Turquia depois de uma expressiva vitória por 5-1 frente aos rivais do Rizespor. Em comunicado, a Federação de Futebol turca condenou o ataque e prometeu levar os culpados à justiça. Já o presidente da Turquia, adepto confesso do Fenerbahçe, pediu ao governador local para o informar da investigação em curso.

  • Governo turco rejeita suspender campeonato

    Desporto

    O governo turco rejeitou hoje a possibilidade de suspender o campeonato local de futebol na sequência do ataque a tiro de que foi alvo ao autocarro que transportava a equipa do Fenerbahçe, em que alinham Bruno Alves e Raul Meireles.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.