sicnot

Perfil

Desporto

Fenerbahçe só voltará a jogar após esclarecimento sobre ataque ao autocarro

O clube turco de futebol Fenerbahçe, dos portugueses Bruno Alves e Raul Meireles, anunciou esta segunda-feira que não voltará a jogar enquanto não forem esclarecidas as circunstâncias do ataque a tiro ao seu autocarro, que provocou um ferido.

No domingo, o Fenerbahçe apelou à suspensão do campeonato de futebol, devido ao ataque armado ao autocarro que transportava a equipa, no sábado, no regresso a Istambul, após ter vencido o Rizespor por 5-1. (Arquivo)

No domingo, o Fenerbahçe apelou à suspensão do campeonato de futebol, devido ao ataque armado ao autocarro que transportava a equipa, no sábado, no regresso a Istambul, após ter vencido o Rizespor por 5-1. (Arquivo)

© Stringer . / Reuters

"Não temos intenção de jogar enquanto as circunstâncias deste incidente não forem esclarecidas", afirmou o dirigente do clube Deniz Tolga Aytöre, em conferência de imprensa.

O Fenerbahçe, campeão turco em título, ocupa o segundo lugar da Liga, com 56 pontos, menos dois do que o líder Galatasaray, após 26 das 34 jornadas da competição.

No domingo, o Fenerbahçe apelou à suspensão do campeonato de futebol, devido ao ataque armado ao autocarro que transportava a equipa, no sábado, no regresso a Istambul, após ter vencido o Rizespor por 5-1.

Enquanto o autocarro circulava numa autoestrada perto da cidade de Trabzon, no nordeste do país, com os atletas e outros dirigentes a bordo, o motorista da viatura foi atingido por disparos na cara.

Segundo Mahmut Uslu, responsável do clube, após os disparos, o motorista conseguiu imobilizar o veículo, que se dirigia de Rize para Trabzon, de onde a equipa viajaria para Istambul.

Na altura, o Fenerbahçe realçou a "importância vital" de saber quem foram os responsáveis e puni-los.
Lusa
  • Federação de Futebol turca condena ataque ao autocarro do Fenerbahçe
    1:57

    Desporto

    O autocarro da equipa turca do Fenerbahçe, onde jogam Bruno Alves e Raul Meireles, foi ontem atacado a tiro. Os jogadores e a equipa técnica estão bem, mas o motorista ficou ferido e teve de ser hospitalizado. O veículo foi atacado numa autoestrada no nordeste da Turquia depois de uma expressiva vitória por 5-1 frente aos rivais do Rizespor. Em comunicado, a Federação de Futebol turca condenou o ataque e prometeu levar os culpados à justiça. Já o presidente da Turquia, adepto confesso do Fenerbahçe, pediu ao governador local para o informar da investigação em curso.

  • Governo turco rejeita suspender campeonato

    Desporto

    O governo turco rejeitou hoje a possibilidade de suspender o campeonato local de futebol na sequência do ataque a tiro de que foi alvo ao autocarro que transportava a equipa do Fenerbahçe, em que alinham Bruno Alves e Raul Meireles.

  • A história de João Ricardo
    10:37
  • Parceiros sociais começam hoje debate sobre salário mínimo

    Economia

    Os parceiros sociais reúnem-se hoje com o ministro do Trabalho, Vieira da Silva, para iniciarem a discussão sobre a atualização do salário mínimo para o próximo ano, com as centrais sindicais e confederações patronais a assumirem posições divergentes.Em cima da mesa estarão as propostas das centrais sindicais, com a CGTP a exigir 600 euros a partir de janeiro de 2018 e a UGT a reivindicar 585 euros como ponto de partida para a negociação.

  • Os 72 golos de mais uma noite de Liga Europa

    Liga Europa

    Os 16 avos-de-final da Liga Europa começam a ganhar forma. São já 16 as equipas apuradas para a próxima fase da competição, entre elas o Sporting de Braga, que somou mais uma vitória. Em sentido inverso, o Vitória de Guimarães saiu derrotado de Salzburgo e ficou mais longe da qualificação. A 5.ª jornada da fase de grupos jogou-se esta quinta-feira e ao todo marcaram-se 72 golos. Estão todos aqui, para ver ou rever.

  • "No fim, logo se vê" se foram quatro anos de uma legislatura perdida
    1:28

    País

    Pedro Passos Coelho acusa o Governo de perder uma legislatura. O presidente do PSD diz que "no fim, logo se vê" se foram ou não quatro anos de oportunidade perdida para o país. No último Conselho Nacional antes das eleições diretas do partido, Passos acusou o Executivo de perder o rumo e apontou os casos do Infarmed e do aumento do preço da água como exemplos de desorientação.

  • Marcelo apoia novo Mecanismo Europeu de Proteção Civil
    0:44

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa considera o novo Mecanismo de Proteção Civil uma ideia muito boa, que tem todo o apoio do Governo e do Presidente da República. Marcelo apenas lamenta que o modelo não existisse durante os incêndios deste ano.