sicnot

Perfil

Desporto

Figo lembra que "não haverá votação em bloco" nas eleições da FIFA

O antigo futebolista português Luís Figo, candidato à presidência da FIFA, lembrou hoje que "não haverá votação em bloco" nas eleições do organismo que rege o futebol mundial, numa publicação na sua página oficial no Facebook.

© Action Images / Reuters

"Nas eleições para a presidência da FIFA não haverá votos em bloco e cada federação decidirá o seu voto em consciência. Obrigado pelo apoio aos meus muitos amigos africanos", observou o recordista de internacionalizações por Portugal, com 127 presenças pela equipa lusa.

Figo respondia às declarações proferidas na terça-feira pelo presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), o camaronês Issa Hayatou, manifestando o seu apoio ao suíço Joseph Blatter, atual presidente da FIFA e que lidera o organismo desde 1998.

Hayatou expressou o apoio a Blatter na abertura do 37.º congresso da CAF, que decorre no Cairo, mas Figo, que também está na capital egípcia, disse ter a certeza que o camaronês "não falou em nome dos 54 membros" da confederação africana.

Além de Figo e Blatter, considerado o principal favorito à reeleição para um quinto mandato, concorrem também à presidência da FIFA o príncipe Ali bin Al Hussein, da Jordânia, vice-presidente do organismo, e Michael van Praag, líder da federação holandesa.

As eleições para a presidência do organismo que rege o futebol mundial realizam-se a 29 de maio, no segundo de dois dias de congresso da FIFA, em Zurique, na Suíça.

Lusa
  • Chuva deixa em alerta 12 distritos do continente

    País

    Doze distritos do continente estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva, que pode ser pontualmente forte e acompanhada por trovoadas e granizo, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • A experiência de um embaixador português na Coreia do Norte
    2:58

    País

    A Coreia do Norte tem o maior orçamento militar do mundo e o seu arsenal nuclear acaba por dar-lhe acesso a uma possível cimeira com os Estados Unidos. A pobreza e o culto da personalidade foram testemunhados pelo embaixador, José Manuel de Jesus, que visitou várias vezes Pyongyang.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.