sicnot

Perfil

Desporto

Jogador dos Indiana Pacers esfaqueado em Nova Iorque

O extremo Chris Copeland, dos Indiana Pacers, foi hospitalizado em Nova Iorque, depois de ter sido esfaqueado enquanto saía de uma bar durante a madrugada, revelou hoje a equipa da Liga norte-americana de basquetebol (NBA).

John Minchillo

O jogador de 31 anos sofreu golpes no abdómen e no cotovelo e, de acordo com os Pacers, está internado no Hospital Bellevue em situação estável.

"Para já, ainda estamos à espera de mais informações sobre o que realmente aconteceu. Neste momento, os nossos pensamentos estão com o Chris", afirmou o presidente dos Indiana Pacers, Larry Bird.

De acordo com a imprensa desportiva, a mulher de Copeland também sofreu cortes nos braços e pernas e o alegado agressor foi detido pela polícia.

No local estavam também Pero Antic and Thabo Sefolosha, dos Atlanta Hawks, que acabaram igualmente detidos, mas por alegadamente terem dificultar a ação da polícia no local. A equipa em que os dois jogadores atuam ainda não se pronunciou sobre o incidente.

Lusa
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser "derrotada como todos os outros"

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • António Guterres, "o governante mais amado desde sempre em democracia"
    2:27

    País

    António Guterres foi distinguido com o grau de honoris causa pela Universidade de Lisboa. A cerimónia decorreu esta manhã e contou com a presença do Presidente da República e do primeiro-ministro. Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou que Guterres foi o governante mais amado da democracia portuguesa.