sicnot

Perfil

Desporto

Libertados suspeitos de ataque a tiro ao autocarro do Fenerbahçe

Um tribunal turco libertou hoje dois suspeitos do ataque a tiro ao autocarro da equipa de futebol do Fenerbahçe, que feriu o motorista da viatura que seguia na autoestrada.

© Stringer . / Reuters

Os dois indivíduos foram libertados, mas continuam sob suspeita, não sendo claro que vão ser condenados pelo ataque ao autocarro do clube de Istambul, onde jogam Bruno Alves e Raul Meireles, que não estava a bordo, por se encontrar castigado.

Os dois suspeitos foram recebidos como heróis por adeptos que os levantaram ao ar quando saíam do tribunal na cidade de Surmene, na zona do Mar Negro, região de Trabzon.

O autocarro foi atacado a tiro quando a equipa regressava de uma vitória no terreno do Caykur Rizespor (5-1), na região do Mar Negro, ferindo gravemente o motorista, que perdeu o controlo do veículo, travado atempadamente por um membro da segurança, que impediu o autocarro de cair numa ravina. 

Na madrugada de terça-feira, a polícia deteve dois homens, um suspeito de disparar e outro de conduzir o carro onde ambos seguiam e filmar o incidente.  

O governador de Trabzon disse que havia evidência da sua culpabilidade, mas no dia seguinte surgiram informações de que as suas impressões digitais não correspondiam com as dos suspeitos.

O Fenerbahçe já disse que não volta a competir até o incidente estar solucionado e a federação suspendeu o campeonato por uma semana. 

O Fenerbahçe, que em 2013/14 conquistou o seu 19.º título de campeão, é segundo classificado no campeonato, apenas dois pontos atrás do seu rival de Istambul, o Galatasaray.

Lusa

  • Lisboa assinala fim das obras no Saldanha
    2:39