sicnot

Perfil

Desporto

Real Madrid vence Rayo e repõe atraso pontual para o Barcelona

O Real Madrid venceu esta quarta-feira no terreno do Rayo Vallecano, por 2-0, na 30.ª jornada da liga espanhola de futebol, e restabeleceu a desvantagem de quatro pontos para o líder Barcelona, que mais cedo tinha vencido o Almería.

Cristiano Ronaldo e James Rodríguez apontaram os dois golos do triunfo "merengue".

Cristiano Ronaldo e James Rodríguez apontaram os dois golos do triunfo "merengue".

© Sergio Perez / Reuters

Depois dos cinco golos apontados na jornada anterior, na goleada do Real Madrid ao Granada, o português Cristiano Ronaldo voltou a ser decisivo em mais uma vitória da equipa 'blanca', que assim se mantém na perseguição ao Barcelona.

Depois de uma primeira parte disputada em ritmo baixo, sem registo de oportunidades de golo, o 300.º golo de Ronaldo ao serviço do Real Madrid, apontado aos 68 minutos, despertou a equipa 'merengue', que desde então criou um maior número de jogadas de perigo. Valeu à equipa do Rayo, que alinhou com Zé Castro a titular, a boa exibição do guarda-redes espanhol Cobeño.

Contudo, o guardião da casa nada pôde fazer para evitar o golo do ex-FC Porto James Rodríguez, aos 73 minutos, que após uma paragem por lesão de cerca de dois meses regressou aos golos, depois de já ter assistido no jogo frente ao Granada.

Assim, a oito jornadas para o final do campeonato, o Real Madrid continua com quatro pontos de desvantagem para o Barcelona, enquanto o Rayo, com 38 pontos, segue no nono posto da tabela.

No outro jogo da noite, o Granada e Celta de Vigo empataram a um golo, numa partida em que a equipa da casa ficou reduzida a 10 elementos aos 42 minutos, por expulsão do colombiano Murillo.

O primeiro golo do jogo foi da equipa da casa, com Robert Ibanez a fazer o 1-0 para o Granada aos 03 minutos, mas aos 90+3 o belga Theo Bongonda empatou a partida.
Lusa
  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.