sicnot

Perfil

Desporto

Usain Bolt ganha 200 metros em Kingston 20 meses após última corrida

 O jamaicano Usain Bolt, campeão olímpico e mundial dos 100 e 200 metros, voltou a correr no sábado a segunda distância, 20 meses depois, alcançando um triunfo fácil no UTech Classic, em Kingston.

© Gilbert Bellamy / Reuters

A correr em 'casa', Bolt concluiu os 200 metros em 20,20 segundos, à frente do compatriota, e colega olímpico, Nesta Carter, cronometrado em 20,60.

Apesar da vitória neste regresso às pistas, Bolt manifestou-se desapontado com o tempo que registou, já que o maior objetivo era terminar abaixo dos 20 segundos (tem o recorde mundial da distância, com 19,19).

"Não foi uma corrida perfeita. Tenho de rever o que se passou para retificar o que for necessário. Não me senti tão ligeiro como o habitual, mas preciso de mais corridas para ganhar ritmo", disse o velocista no final da corrida.

A próxima corrida de Usain Bolt está marcada para 19 de abril, quando o jamaicano disputar os 100 metros no Rio de Janeiro, um 'aperitivo' para os Jogos Olímpicos de 2016.


Lusa
  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Temperaturas negativas em várias zonas do país nos próximos dias
    1:57

    País

    O frio vai começar a fazer-se sentir nos próximos dias com as temperaturas a descerem para valores negativos em várias zonas do país. Em Lisboa, cinco estações de metro vão estar abertas durante a noite para albergar os sem-abrigo que também vão receber agasalhos e refeições quentes.

  • Medalha idêntica à de Anne Frank encontrada em campo nazi

    Mundo

    Um grupo de investigadores encontrou uma medalha praticamente igual à de Anne Frank, nas escavações ao campo nazi de extermínio Sobibor, na Polónia. Os especialistas do Memorial do Holocausto Yad Vashem em Israel acreditam que a medalha pertencia a Karoline Cohn, que pode ter conhecido Anne Frank.