sicnot

Perfil

Desporto

Responsáveis da federação croata atacados por grupo de adeptos

Um grupo de dirigentes da federação croata de futebol, no qual se incluía também o selecionador Niko Kovac, foi esta segunda-feira atacado por adeptos do clube croata do Hajduk Split, numa área de serviço perto da capital Zagreb.

As relações entre os adeptos do Hajduk e a federação têm sido tensas, depois de a federação ter proibido um conjunto de adeptos afetos ao clube, considerados violentos, de entrarem no estádio, o que levou inclusive os jogadores a boicotarem um jogo do campeonato frente ao Dinamo Zagreb. (Arquivo)

As relações entre os adeptos do Hajduk e a federação têm sido tensas, depois de a federação ter proibido um conjunto de adeptos afetos ao clube, considerados violentos, de entrarem no estádio, o que levou inclusive os jogadores a boicotarem um jogo do campeonato frente ao Dinamo Zagreb. (Arquivo)

© Antonio Bronic / Reuters

"Um grupo de 10 `hooligans´ com insígnias do clube Hajduk Split atacou membros da Federação de Futebol da Croácia, tendo, numa primeira fase, agredido verbalmente, passando depois para o confronto físico", informou aquela federação em comunicado.

Segundo a polícia, os suspeitos foram detidos pouco depois dos incidentes, não havendo danos a registar além dos estragos provocados no veículo em que a comitiva viajava para Itália com o objetivo de discutir a organização do jogo da seleção croata frente à transalpina, a contar para o grupo H da fase de qualificação para o Euro2016.

As relações entre os adeptos do Hajduk e a federação têm sido tensas, depois de a federação ter proibido um conjunto de adeptos afetos ao clube, considerados violentos, de entrarem no estádio, o que levou inclusive os jogadores a boicotarem um jogo do campeonato frente ao Dinamo Zagreb.
Lusa
  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC