sicnot

Perfil

Desporto

Responsáveis da federação croata atacados por grupo de adeptos

Um grupo de dirigentes da federação croata de futebol, no qual se incluía também o selecionador Niko Kovac, foi esta segunda-feira atacado por adeptos do clube croata do Hajduk Split, numa área de serviço perto da capital Zagreb.

As relações entre os adeptos do Hajduk e a federação têm sido tensas, depois de a federação ter proibido um conjunto de adeptos afetos ao clube, considerados violentos, de entrarem no estádio, o que levou inclusive os jogadores a boicotarem um jogo do campeonato frente ao Dinamo Zagreb. (Arquivo)

As relações entre os adeptos do Hajduk e a federação têm sido tensas, depois de a federação ter proibido um conjunto de adeptos afetos ao clube, considerados violentos, de entrarem no estádio, o que levou inclusive os jogadores a boicotarem um jogo do campeonato frente ao Dinamo Zagreb. (Arquivo)

© Antonio Bronic / Reuters

"Um grupo de 10 `hooligans´ com insígnias do clube Hajduk Split atacou membros da Federação de Futebol da Croácia, tendo, numa primeira fase, agredido verbalmente, passando depois para o confronto físico", informou aquela federação em comunicado.

Segundo a polícia, os suspeitos foram detidos pouco depois dos incidentes, não havendo danos a registar além dos estragos provocados no veículo em que a comitiva viajava para Itália com o objetivo de discutir a organização do jogo da seleção croata frente à transalpina, a contar para o grupo H da fase de qualificação para o Euro2016.

As relações entre os adeptos do Hajduk e a federação têm sido tensas, depois de a federação ter proibido um conjunto de adeptos afetos ao clube, considerados violentos, de entrarem no estádio, o que levou inclusive os jogadores a boicotarem um jogo do campeonato frente ao Dinamo Zagreb.
Lusa
  • "Não partilhei SMS com ninguém"
    0:43

    Caso CGD

    António Domingues afirma que nunca revelou o conteúdo das mensagens trocadas com o ministro das Finanças sobre a entrega das declarações de património ao Tribunal Constitucional. O tema dos SMS foi abordado pelo ex-presidente da Caixa na sequência de uma pergunta do PCP sobre declarações feitas por António lobo Xavier no programa da SIC Notícias "Quadratura do Círculo".