sicnot

Perfil

Desporto

Campeões em Roland Garros vão receber 1,8 milhões

Os vencedores da próxima edição de Roland Garros, o segundo torneio do Grand Slam de ténis da temporada, vão receber 1,8 milhões de euros, 150 mil euros mais do que na última edição, ganha por Rafael Nadal e Maria Sharapova.

Os vencedores vão receber 1,8 milhões de euros, 150 mil euros mais do que na última edição, ganha por Rafael Nadal (na imagem) e Maria Sharapova. (Arquivo)

Os vencedores vão receber 1,8 milhões de euros, 150 mil euros mais do que na última edição, ganha por Rafael Nadal (na imagem) e Maria Sharapova. (Arquivo)

© Stephane Mahe / Reuters

Ainda de acordo com dados hoje anunciados pela organização, os finalistas vencido irão receber, por sua vez, 900.000 euros cada, mais 75.000 euros em relação ao que Novak Djokovic e Simona Halep embolsaram no último ano.

O mais prestigiante torneio de terra batida do mundo distribuirá 28 milhões de euros, mais três do que em 2014, com um incremento dos valores na ordem dos 12 por cento, e a subida chega aos 20 por cento para os eliminados nas primeiras rondas.

Segundo o diretor do torneio, Gilbert Ysern, esta subida inscreve-se no plano desenhado para Roland Garros e que tem o intuito de "beneficiar os jogadores eliminados na primeira semana".

A simples participação no quadro principal permitirá a cada tenista receber 27.000 euros, 3.000 euros a mais do que em 2014, e a passagem à segunda eliminatória eleva o bónus para 50.000 euros, à terceira para 85.000, e à quarta para 145.000.

Alcançar os quartos de final vale 250.000 euros e as meias-finais 450.000 euros.
Lusa
  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37
  • Trump e Netanyahu discutiram "ameaças que o Irão coloca"

    Mundo

    O novo Presidente norte-americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, debateram "as ameaças que o Irão coloca" e concordaram que a paz israelo-palestiniana só pode ser "negociada diretamente", anunciou este domingo a Casa Branca.