sicnot

Perfil

Desporto

Leonardo Jardim fala em resultado injusto e queixa-se de penalti inexistente

O técnico do Mónaco, o português Leonardo Jardim, afirmou hoje que a Juventus venceu com um "penalti que não existiu", mas, mesmo assim, a eliminatória dos quartos de final da Liga dos Campeões de futebol está em aberto.

© Giorgio Perottino / Reuters

Jardim, que falava em conferência de imprensa em Turim após o triunfo da Juventus sobre o Mónaco, por 1-0, queixou-se do lance da grande penalidade cometida por Ricardo Carvalho, em que as imagens televisivas mostram que a falta existe, mas fora da área, uma decisão do árbitro que acabou por criar "um resultado injusto". 

"É uma grande injustiça. Perdemos por 1-0 graças a um penalti que não existiu. Houve qualidade no nosso jogo e tudo ainda é possível. Vamos jogar em casa e acreditamos no nosso trabalho", afirmou o treinador luso.

Para Leonardo Jardim, ex-técnico do Sporting e do Sporting de Braga, o Mónaco deixou uma "bela imagem" em Turim, apesar de ter falhado no momento de atirar à baliza de Buffon.

"No futebol de alto nível é preciso saber dominar, mas também é preciso ser eficiente. Mesmo assim, deixámos uma bela imagem e o resultado não demonstra o que aconteceu em campo", referiu.

Ricardo Carvalho e João Moutinho foram titulares no Mónaco, enquanto Bernardo Silva entrou em campo aos 51 minutos.

O jogo da segunda mão está agendado para 22 de abril.








Lusa
  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52