sicnot

Perfil

Desporto

Barcelona vence em Paris e fica muito perto das "meias" da Liga dos Campeões

O Barcelona foi esta quarta-feira a Paris vencer o Paris Saint-Germain por uns claros 3-1, resultado que deixa os 'blaugrana' praticamente apurados para as meias-finais da Liga dos Campeões.

Os "blaugrana" levam uma vantagem confortável para o encontro da 2ª mão, em Barcelona.

Os "blaugrana" levam uma vantagem confortável para o encontro da 2ª mão, em Barcelona.

© Reuters Staff / Reuters

O brasileiro Neymar, aos 18 minutos, a passe de Messi, abriu o marcador para o conjunto espanhol, sendo que, três minutos depois, a equipa da casa, que, além de não pode contar com o sueco Ibrahimovic, castigado, viu o brasileiro Tiago Silva lesionar-se, acabando substituído pelo compatriota David Luiz.

O antigo defesa do Benfica esteve negativamente ligado aos segundo e terceiro golos dos catalães, tendo sido por duas vezes 'vítima' da qualidade do uruguaio Luis Suárez, que, em duas jogadas individuais, 'bisou' aos 67 e 79 minutos.

Até ao final do jogo, o PSG, beneficiando de um autogolo do francês Jérémy Mathieu, aos 82 minutos, ainda fez o golo de 'honra' parisiense, mas a vantagem deixa o Barcelona com uma margem confortável para gerir o desfecho da eliminatória em Camp Nou.

Os confrontos da segunda mão entre o Bayern de Munique e FC Porto e Barcelona e PSG jogam-se na próxima terça-feira.

  • Trabalharia horas extra sem ser pago? E feriados?  
    1:25
  • UE dá "luz verde" para início das negociações do Brexit

    Brexit

    Os 27 Estados-membros da União Europeia aprovaram esta segunda-feira a autorização para o início das negociações do Brexit, indicando formalmente o final de junho para início do processo de saída do Reino Unido, que se prolongará por dois anos.

  • Regras secretas do Facebook permitem divulgação de imagens violentas

    Mundo

    A política interna da empresa Facebook defende que nem todos os vídeos violentos publicados na rede social devem ser apagados porque "não quer censurar ou punir pessoas em perigo". A revelação é feita pelo jornal britânico The Guardian após uma investigação em que conseguiu ter acesso ao manual interno.