sicnot

Perfil

Desporto

Equipa médica do Bayern Munique demite-se após derrota com o FC Porto

A derrota por 3-1 do Bayern Munique com o FC Porto, no Estádio do Dragão, já fez as primeiras baixas. Demitiu-se esta quinta-feira o departamento médico do clube alemão.

Hans-Wilhelm Müller-Wohlfahr, que trabalhava no Bayern há 38 anos, justificou a decisão por considerar que, depois da derrota frente ao FC Porto, deixou de ter a confiança necessária para exercer funções. (Arquivo)

Hans-Wilhelm Müller-Wohlfahr, que trabalhava no Bayern há 38 anos, justificou a decisão por considerar que, depois da derrota frente ao FC Porto, deixou de ter a confiança necessária para exercer funções. (Arquivo)

Themba Hadebe / AP

Hans-Wilhelm Müller-Wohlfahr, que trabalhava no Bayern há 38 anos, justificou a decisão por considerar que, depois da derrota frente ao FC Porto, deixou de ter a confiança necessária para exercer funções.

Num comunicado enviado à imprensa alemã, o médico afirmou ainda que, por razões inexplicáveis, se fez crer que a equipa médica foi responsável pelo desaire no Dragão e por isso apresentava a demissão.

Nos últimos meses, a imprensa alemã tem especulado sobre as divergências entre o médico e o treinador Pep Guardiola.

Os alemães vieram a Portugal sem algumas das suas maiores referências, como são os casos de Robben, Ribéry, Javi Martínez, Schweinsteiger ou Alaba, todos de fora por lesão.
  • Alianças do PS marcam discursos no Congresso do PS
    2:51
  • Souto de Moura feliz com distinção na Bienal de Arquitetura de Veneza
    1:10
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.