sicnot

Perfil

Desporto

Pep Guardiola respeita demissão do responsável médico do Bayern Munique

O treinador do Bayern Munique, Pep Guardiola, disse hoje que respeita a decisão do responsável médico do clube demitir-se, após a derrota dos bávaros frente ao FC Porto (3-1) na Liga dos Campeões em futebol.

© Miguel Vidal / Reuters

"Foi uma decisão sua. É uma decisão a respeitar", considerou o treinador espanhol na conferência de imprensa de antevisão do jogo de sábado com o Hoffenheim, da Liga alemã de futebol.

À margem das declarações de Guardiola, os responsáveis do clube evitaram pronunciarem-se em relação à demissão do médico -- que muitos dizem resultar de uma situação de luta pelo poder com o treinador -, embora o Bayern Munique tenha feito um comunicado.

"O FC Bayern registou com pesar a decisão do doutor Hans-Wilhelm Müller-Wohlfahrt", referiu o clube, salientando ainda o trabalho "de primeira classe" feito pelo especialista nos últimos anos.

O clube revelou também que o médico Volker Braun acompanhará para já a equipa e que brevemente será encontrada uma solução.

Entretanto, o ex-capitão do Bayern Munique Steffan Effenberg é uma das vozes críticas e já disse que a demissão de Müller-Wohlfahrt demonstra que se estão a passar coisas "muito graves" no clube.

O Bayern Munique apresentou-se na quarta-feira no Porto, no jogo da primeira mãos dos quartos de final, sem quatro dos habituais titulares, David Alaba, Schweinsteiger, Ribéry e Robben, além de Benatia e Javi Martinez, todos lesionados.

A enfermaria do clube passou, entretanto, a contar também com o capitão Philipp Lahm, que não poderá jogar sábado devido a um vírus, e Guardiola espera poder recuperar Xabi Alonso e Mario Götze, substituídos no Dragão devido a problemas físicos.

O Bayern Munique recebe o FC Porto na terça-feira, na segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões em futebol.



Lusa
  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC