sicnot

Perfil

Desporto

Thomas Tuchel vai suceder a Jurgen Klopp como treinador do Borussia Dortmund

O alemão Thomas Tuchel, antigo treinador do Mainz, vai suceder a Jurgen Klopp no comando técnico do Borussia Dortmund, anunciou este domingo o clube oito vezes campeão da Liga alemã de futebol.

O antigo defesa do Estugarda Kickers e do Ulm iniciou a sua carreira de treinador na formação de Estugarda, Augsburgo e Mainz, tendo assumido, no início da época 2009/10, a equipa principal do Mainz, tendo como maior feito o quinto lugar na Bundesliga na segunda temporada. (Arquivo)

O antigo defesa do Estugarda Kickers e do Ulm iniciou a sua carreira de treinador na formação de Estugarda, Augsburgo e Mainz, tendo assumido, no início da época 2009/10, a equipa principal do Mainz, tendo como maior feito o quinto lugar na Bundesliga na segunda temporada. (Arquivo)

Matthias Schrader / AP

"Thomas Tuchel vai ser o treinador do Borussia Dortmund a partir de 1 de julho de 2015. O técnico de 41 anos assinou um contrato válido por três anos. A chegada ao Borussia Dortmund de Thomas Tuchel vai ocorrer uma semana depois do fim da temporada. Até essa altura, nenhum dos envolvidos vai fazer qualquer comentário", lê-se no sítio oficial do clube na Internet.

O antigo defesa do Estugarda Kickers e do Ulm iniciou a sua carreira de treinador na formação de Estugarda, Augsburgo e Mainz, tendo assumido, no início da época 2009/10, a equipa principal do Mainz, tendo como maior feito o quinto lugar na Bundesliga na segunda temporada.

Na quarta-feira, Jurgen Klopp anunciou que vai abandonar o Borussia Dortmund no final da temporada, apesar de ter contrato até 2018.

O técnico germânico, de 47 anos, pegou na equipa em 2008, numa altura em que o clube passava por uma grave crise financeira, e conquistou dois títulos de campeão (2010/11 e 2011/12) e uma Taça da Alemanha (2011/12), tornando-se no primeiro treinador da história do Borussia a conquistar o campeonato e taça na mesma temporada.

Em 2013, Klopp apurou o Dortmund para a final da Liga dos Campeões, tendo na altura perdido para o Bayern Munique, no Estádio de Wembley, em Londres.

O antigo avançado, que fez grande parte sua carreira no Mainz, clube em que depois iniciou a carreira de treinador, abandona Dortmund também com duas Supertaças germânicas no currículo (2013 e 2014), dois segundos lugares na Bundesliga (2012/13 e 2013/14) e uma final da Taça da Alemanha em que saiu derrotado (2013/14).

Esta temporada, o Borussia Dortmund está a fazer um percurso bastante irregular, tendo já mesmo ocupado o último lugar da Bundesliga. Atualmente, segue na oitava posição da prova, a cinco pontos dos lugares de acesso às competições europeias.
  • Rui Patrício confirmado no Wolverhampton

    Desporto

    O Wolverhampton anunciou esta segunda-feira a contratação do guarda-redes Rui Patrício, depois da rescisão com o Sporting. O guarda-redes da seleção nacional assinou contrato com o clube inglês por quatro épocas.

    SIC

  • Novo treinador do Sporting diz que mulheres não estão preparadas para falar de futebol
    1:23
  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Ronaldo no País dos Sovietes: As religiões praticadas na Rússia
    1:55
  • Merkel tem duas semanas para negociar solução para crise migratória

    Mundo

    A chanceler alemã tem duas semanas para negociar com os parceiros europeus uma solução para a questão migratória e assim evitar uma crise política. O ultimato foi dado pelo CSU, o partido da Baviera que integra a coligação governamental. Ao contrário de Angela Merkel, defende uma política para os refugiados mais estrita.

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC