sicnot

Perfil

Desporto

Jorge Sousa volta a arbitrar Benfica-FC Porto

Jorge Sousa é o árbitro nomeado pelo Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol para o clássico do próximo domingo, entre Benfica e FC Porto, da 30ª jornada.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

Jorge Sousa, de 39 anos, dirigiu na primeira volta do campeonato o FC Porto-Benfica, que os encarnados, campeões nacionais, venceram por 2-0.

O clássico entre Benfica e FC Porto, respetivamente líder e segundo classificado da Liga, separados por três pontos, disputa-se a partir das 17:00 de domingo, no Estádio da Luz, em Lisboa.

O jogo de domingo será o sexto clássico entre Benfica e FC Porto da carreira de Jorge Sousa, que se estreou a dirigir águias e dragões na época de 2007/08. Então, Jorge Sousa esteve no triunfo do FC Porto no Estádio da Luz (1-0), à 12.ª jornada, com um golo de Ricardo Quaresma.

Depois disso voltou a ser nomeado em 2008/09 para o clássico na Luz, com um empate a 1-1, em 2009/10 na final da Taça da Liga, no Algarve com triunfo do Benfica (3-0), e em 2011/12 novamente para a Liga, num jogo no Dragão que terminou 2-2.

Já esta época, dirigiu o sexto clássico entre Benfica e FC Porto da sua carreira, e esteve também noutros dois jogos entre grandes.

Em outubro, apitou o FC Porto-Sporting (1-3) da terceira eliminatória da Taça de Portugal, e em fevereiro último dirigiu o Sporting-Benfica (1-1) da 20.ª jornada da liga.

O também portuense Vasco Santos vai dirigir segunda-feira o encontro entre o Moreirense e o Sporting, que encerra a ronda, enquanto Paulo Baptista, de Portalegre, vai apitar o Sporting de Braga-Belenenses, que abre a jornada na sexta-feira.


Com Lusa
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.