sicnot

Perfil

Desporto

Jorge Sousa volta a arbitrar Benfica-FC Porto

Jorge Sousa é o árbitro nomeado pelo Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol para o clássico do próximo domingo, entre Benfica e FC Porto, da 30ª jornada.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

Jorge Sousa, de 39 anos, dirigiu na primeira volta do campeonato o FC Porto-Benfica, que os encarnados, campeões nacionais, venceram por 2-0.

O clássico entre Benfica e FC Porto, respetivamente líder e segundo classificado da Liga, separados por três pontos, disputa-se a partir das 17:00 de domingo, no Estádio da Luz, em Lisboa.

O jogo de domingo será o sexto clássico entre Benfica e FC Porto da carreira de Jorge Sousa, que se estreou a dirigir águias e dragões na época de 2007/08. Então, Jorge Sousa esteve no triunfo do FC Porto no Estádio da Luz (1-0), à 12.ª jornada, com um golo de Ricardo Quaresma.

Depois disso voltou a ser nomeado em 2008/09 para o clássico na Luz, com um empate a 1-1, em 2009/10 na final da Taça da Liga, no Algarve com triunfo do Benfica (3-0), e em 2011/12 novamente para a Liga, num jogo no Dragão que terminou 2-2.

Já esta época, dirigiu o sexto clássico entre Benfica e FC Porto da sua carreira, e esteve também noutros dois jogos entre grandes.

Em outubro, apitou o FC Porto-Sporting (1-3) da terceira eliminatória da Taça de Portugal, e em fevereiro último dirigiu o Sporting-Benfica (1-1) da 20.ª jornada da liga.

O também portuense Vasco Santos vai dirigir segunda-feira o encontro entre o Moreirense e o Sporting, que encerra a ronda, enquanto Paulo Baptista, de Portalegre, vai apitar o Sporting de Braga-Belenenses, que abre a jornada na sexta-feira.


Com Lusa
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.