sicnot

Perfil

Desporto

FC Barcelona goleia Getafe com mais dois golos de Lionel Messi

O FC Barcelona goleou hoje o Getafe por 6-0, em jogo da 34.ª jornada da Liga espanhola de futebol, no qual o tridente Messi-Neymar-Suárez ultrapassou os 100 golos esta temporada.

© Gustau Nacarino / Reuters

Os três avançados do 'barça' passaram a somar 102 golos em conjunto, com Messi a marcar dois, tal como Suárez, e a ficar a apenas um golo do líder dos melhores marcadores, o português Cristiano Ronaldo (39), que só entra em ação na quarta-feira, na receção ao Almeria.

O jogo foi um 'passeio' para os FC Barcelona, que aos 30 minutos já vencia por 4-0, tendo chegado ainda ao quinto golo antes do intervalo, aos 40 minutos, por Luiz Suárez, perante um Getafe absolutamente impotente para travar as combinações atacantes dos catalães.  

Uma curiosidade foi o facto de todos os marcadores dos seis golos terem estado na assistência ao golo seguinte, foi assim com Messi, que abriu o marcador de penálti e assistiu Luiz Suárez para o segundo, este por sua vez assistiu Neymar para o terceiro, que faria o mesmo para o quarto, de Xavi, o qual esteve na assistência para o quinto, mais uma vez de Suárez, assistente do derradeiro golo, o sexto, de Messi.

Com este golo, que surgiu no início da segunda-parte, aos 47 minutos, o FC Barcelona desacelerou e limitou-se a gerir o jogo até ao fim. 

Com este triunfo, o líder FC Barcelona aumentou provisoriamente a distância para o segundo, Real Madrid, para cinco pontos, mas a equipa 'merengue' recebe o Almeria na quarta-feira. 



Lusa

  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • Mais de 120 pessoas com hepatite A
    2:23

    País

    O surto de hepatite A já infetou 128 pessoas, 60 das quais estão internadas em hospitais de Lisboa e Coimbra. A Direção-Geral da saúde recomenda a vacinação apenas aos familiares dos doentes. Apesar de não haver ruptura de stocks, há farmácias que não têm vacinas.

  • Sobreviventes de Mossul relatam mutilações e execuções do Daesh
    1:32