sicnot

Perfil

Desporto

Inter Milão vence Udinese, reduzida a nove jogadores

O Inter Milão venceu hoje fora a Udinese, por 2-1, em jogo da 33.ª jornada da Liga italiana de futebol, em que a equipa da casa jogou mais de meia hora com nove jogadores.

EPA

Já depois de Domizzi ter visto o segundo amarelo aos 40 minutos, o Inter colocou-se em vantagem aos 48 minutos, por Icardi, na marcação de uma grande penalidade, dois minutos antes do veterano Di Natale empatar.

Por protestos, Badu viu um amarelo aos 58 minutos e logo de seguida o vermelho, deixando a equipa de Udine, com Bruno Fernandes no banco, a jogar com menos dois jogadores.

Segundos depois de ter entrado para o lugar de Guarin, ex-jogador do FC Porto, o alemão Podolski marcou, aos 65 minutos, o golo do triunfo dos milaneses, que, mesmo em vantagem numérica, ainda viram a Udinese criar alguns lances de perigo nos minutos finais.

Com este triunfo, o Inter subiu provisoriamente ao sétimo lugar, com 48 pontos, enquanto a Udinese segue na 13.ª posição, com 38.










Lusa
  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.