sicnot

Perfil

Desporto

Ali bin al Hussein na corrida à presidência da FIFA "até ao fim"

O príncipe Ali bin al Hussein, vice-presidente da FIFA, disse esta terça-feira que se vai manter "até ao final" na corrida à presidência do organismo, apesar da especulação de que poderia desistir.

"Continuarei na corrida até ao fim", disse o príncipe jordano, reiterando a sua candidatura "especialmente face ao apoio e respostas positivas das federações de futebol" que disse ter tido a oportunidade de visitar.

"Continuarei na corrida até ao fim", disse o príncipe jordano, reiterando a sua candidatura "especialmente face ao apoio e respostas positivas das federações de futebol" que disse ter tido a oportunidade de visitar.

© Muhammad Hamed / Reuters

Ali bin al Hussein, de 39 anos, é um dos três candidatos que desafiam a recandidatura do suíço Joseph Blatter, juntamente com o ex-futebolista português Luís Figo e o presidente da Federação Holandesa de futebol, Michael van Praag.

As eleições da FIFA realizam-se a 29 de maio, no segundo de dois dias do congresso da FIFA, em Zurique, na Suíça.

"Continuarei na corrida até ao fim", disse o príncipe jordano, reiterando a sua candidatura "especialmente face ao apoio e respostas positivas das federações de futebol" que disse ter tido a oportunidade de visitar.

O comunicado de Ali bin al Hussein pretende assim por fim a rumores de que poderia desistir e apoiar uma única candidatura, sobretudo depois de ter referido, em entrevista à BBC, que em "algum ponto" seria discutido um único candidato.

Blatter, de 79 anos, é o favorito na corrida à presidência, na tentativa de cumprir um quinto mandato.

Al bin al Hussein, van Praag e Luís Figo dizem pretender mudar a situação na FIFA, cuja imagem tem sido abalada devido aos escândalos em torno da atribuição dos mundiais de 2018 e 2022 à Rússia e ao Qatar.
Lusa
  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.