sicnot

Perfil

Desporto

Exames mostram problema benigno e Pelé deve ter alta no sábado

O problema de próstata que obrigou o antigo futebolista brasileiro Pelé a submeter-se a uma operação é de natureza benigna, informaram hoje os médicos, que pretendem dar-lhe alta no sábado

Francois Mori

Edson Arantes do Nascimento, de 74 anos, internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, Brasil, foi submetido na terça-feira a uma intervenção para corrigir uma hiperplasia, padecimento caraterizado por um aumento da próstata, neste caso, e de acordo com os médicos, "sem incidência de tumores".

Sujeito a uma resseção transuretral da próstata, procedimento que consiste na remoção parcial ou total daquele órgão, aquele que foi um dos melhor futebolistas de sempre continua hospitalizado, mas "sem complicações e com boa recuperação", segundo o boletim médico.

Em novembro do ano passado, Pelé foi internado no mesmo hospital após uma indisposição estomacal, tendo sido então operado a cálculos renais.

Dias depois, o ex-futebolista brasileiro deu novamente entrada no hospital Albert Einstein com uma infeção urinária com complicação renal, tendo sido colocado na unidade de cuidados intensivos, na qual passou cinco dias, em estado considerado grave.

Há três anos, o mais famoso futebolista de sempre e três vezes campeão do Mundo, já esteve internado no mesmo hospital, para uma cirurgia na anca. Na cirurgia, retiraram-lhe parte do osso e colocaram uma prótese de titânio e cerâmica.

Pelé é o único jogador que venceu por três vezes o Mundial: conseguiu-o em 1958, na Suécia, em 1962, no Chile, e em 1970, no México.

Lusa
  • Incêndios em Portugal - um mês depois
    9:10

    Reportagem Especial

    Regressar a casa para refazer a vida é tudo o que querem as famílias a quem o fogo levou quase tudo, há cerca de um mês. Contudo, esse regresso não tem sido fácil. Depois dos incêndios, famílias e empresas ainda têm de vencer as burocracias. A Reportagem Especial deste sábado regressa a Seia, onde arderam mais de 70 casas de primeira habitação e onde a vida de muitos parece ter entrado num impasse.

  • CIP contra 600€ de salário mínimo, ameaça boicatar iniciativas do governo
    1:28

    Economia

    O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) está contra o aumento do salário mínimo para 600€. Em entrevista conjunta à Antena1 e ao Jornal de Negócios, o presidente António Saraiva considerou a proposta "uma luta partidária" dos comunistas com o Bloco de Esquerda" e ameaça boicotar a presença em iniciativas publicas, promovidas pelo executivo.