sicnot

Perfil

Desporto

Exames mostram problema benigno e Pelé deve ter alta no sábado

O problema de próstata que obrigou o antigo futebolista brasileiro Pelé a submeter-se a uma operação é de natureza benigna, informaram hoje os médicos, que pretendem dar-lhe alta no sábado

Francois Mori

Edson Arantes do Nascimento, de 74 anos, internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, Brasil, foi submetido na terça-feira a uma intervenção para corrigir uma hiperplasia, padecimento caraterizado por um aumento da próstata, neste caso, e de acordo com os médicos, "sem incidência de tumores".

Sujeito a uma resseção transuretral da próstata, procedimento que consiste na remoção parcial ou total daquele órgão, aquele que foi um dos melhor futebolistas de sempre continua hospitalizado, mas "sem complicações e com boa recuperação", segundo o boletim médico.

Em novembro do ano passado, Pelé foi internado no mesmo hospital após uma indisposição estomacal, tendo sido então operado a cálculos renais.

Dias depois, o ex-futebolista brasileiro deu novamente entrada no hospital Albert Einstein com uma infeção urinária com complicação renal, tendo sido colocado na unidade de cuidados intensivos, na qual passou cinco dias, em estado considerado grave.

Há três anos, o mais famoso futebolista de sempre e três vezes campeão do Mundo, já esteve internado no mesmo hospital, para uma cirurgia na anca. Na cirurgia, retiraram-lhe parte do osso e colocaram uma prótese de titânio e cerâmica.

Pelé é o único jogador que venceu por três vezes o Mundial: conseguiu-o em 1958, na Suécia, em 1962, no Chile, e em 1970, no México.

Lusa
  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John McCain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06