sicnot

Perfil

Desporto

Hospital comunica que Pelé foi operado à próstata

O antigo jogador de futebol brasileiro Pelé foi operado à próstata, comunicou hoje o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, acrescentando que a situação do "rei" é estável.

Mark Lennihan

Segundo o boletim médico, Pelé, de 74 anos, foi submetido a uma resseção transuretral da próstata, procedimento que consiste na remoção parcial ou total da próstata e que requer alguns dias de internamento.

O hospital não confirmou a data em que se realizou a operação, mas alguns meios de comunicação indicam que a intervenção aconteceu na terça-feira e tinha como objetivo corrigir uma hiperplasia, padecimento caraterizado por um aumento da próstata, que pode causar retenção de urina.

Em novembro do ano passado, Pelé foi internado no mesmo hospital após uma indisposição estomacal, tendo sido então operado a cálculos renais.

Dias depois, o ex-futebolista brasileiro deu novamente entrada no hospital Albert Einstein com uma infeção urinária com complicação renal, tendo sido colocado na unidade de cuidados intensivos, na qual passou cinco dias, em estado considerado grave.

Há três anos, o mais famoso futebolista de sempre e três vezes campeão do Mundo, já esteve internado no mesmo hospital, para uma cirurgia na anca. Na cirurgia, retiraram-lhe parte do osso e colocaram uma prótese de titânio e cerâmica.

Pelé é o único jogador que venceu por três vezes o Mundial: conseguiu-o em 1958, na Suécia, em 1962, no Chile, e em 1970, no México.

Lusa
  • Caravana com cinzas de Fidel chega este sábado a Santiago de Cuba
    2:01
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.