sicnot

Perfil

Desporto

Nacional e Vitória de Guimarães empatam no fecho da antepenúltima jornada da Liga

O Nacional e o Vitória de Guimarães empataram esta segunda-feira 2-2, no jogo que encerrou a 32.ª e antepenúltima jornada da I Liga portuguesa de futebol, que deixou os madeirenses mais longe das competições europeias.

O Vitória conservou o quinto lugar, com 51 pontos, e colocou-se somente a quatro do Sporting de Braga, não tirando total proveito da derrota do rival minhoto com o Marítimo (3-1), que subiu a nono, agora em igualdade com o Nacional, ambos com 41 pontos, atrás de Paços de Ferreira (44), Belenenses (44) e Rio Ave (43), as outras equipas na luta pela presença Liga Europa.

O Vitória conservou o quinto lugar, com 51 pontos, e colocou-se somente a quatro do Sporting de Braga, não tirando total proveito da derrota do rival minhoto com o Marítimo (3-1), que subiu a nono, agora em igualdade com o Nacional, ambos com 41 pontos, atrás de Paços de Ferreira (44), Belenenses (44) e Rio Ave (43), as outras equipas na luta pela presença Liga Europa.

HOMEM DE GOUVEIA / Lusa

No Estádio da Madeira, no Funchal, o ex-vitoriano Marco Matias deu vantagem ao Nacional no primeiro minuto e fechou a contagem na segunda parte (77), marcando o seu 15.º golo no campeonato, depois de Ricardo Valente (14) e Bernard (37) terem dado a volta antes do intervalo.

O Vitória conservou o quinto lugar, com 51 pontos, e colocou-se somente a quatro do Sporting de Braga, não tirando total proveito da derrota do rival minhoto com o Marítimo (3-1), que subiu a nono, agora em igualdade com o Nacional, ambos com 41 pontos, atrás de Paços de Ferreira (44), Belenenses (44) e Rio Ave (43), as outras equipas na luta pela presença Liga Europa.
Lusa
  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Dijsselbloem não comenta hipótese de ser substituído por Mário Centeno
    2:41

    Mundo

    Jeroen Dijsselbloem diz que cabe ao Governo português avançar com o nome de Mário Centeno para a presidência do Eurogrupo, mas não comenta a sondagem que foi feita ao ministro das Finanças português. Ouvido esta quinta-feira no Parlamento Europeu, o Presidente do Eurogrupo esteve no centro das críticas e reafirmou que não se demite.