sicnot

Perfil

Desporto

Nacional e Vitória de Guimarães empatam no fecho da antepenúltima jornada da Liga

O Nacional e o Vitória de Guimarães empataram esta segunda-feira 2-2, no jogo que encerrou a 32.ª e antepenúltima jornada da I Liga portuguesa de futebol, que deixou os madeirenses mais longe das competições europeias.

O Vitória conservou o quinto lugar, com 51 pontos, e colocou-se somente a quatro do Sporting de Braga, não tirando total proveito da derrota do rival minhoto com o Marítimo (3-1), que subiu a nono, agora em igualdade com o Nacional, ambos com 41 pontos, atrás de Paços de Ferreira (44), Belenenses (44) e Rio Ave (43), as outras equipas na luta pela presença Liga Europa.

O Vitória conservou o quinto lugar, com 51 pontos, e colocou-se somente a quatro do Sporting de Braga, não tirando total proveito da derrota do rival minhoto com o Marítimo (3-1), que subiu a nono, agora em igualdade com o Nacional, ambos com 41 pontos, atrás de Paços de Ferreira (44), Belenenses (44) e Rio Ave (43), as outras equipas na luta pela presença Liga Europa.

HOMEM DE GOUVEIA / Lusa

No Estádio da Madeira, no Funchal, o ex-vitoriano Marco Matias deu vantagem ao Nacional no primeiro minuto e fechou a contagem na segunda parte (77), marcando o seu 15.º golo no campeonato, depois de Ricardo Valente (14) e Bernard (37) terem dado a volta antes do intervalo.

O Vitória conservou o quinto lugar, com 51 pontos, e colocou-se somente a quatro do Sporting de Braga, não tirando total proveito da derrota do rival minhoto com o Marítimo (3-1), que subiu a nono, agora em igualdade com o Nacional, ambos com 41 pontos, atrás de Paços de Ferreira (44), Belenenses (44) e Rio Ave (43), as outras equipas na luta pela presença Liga Europa.
Lusa
  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.