sicnot

Perfil

Desporto

Olympiacos arrisca despromoção por alegada combinação de resultados

O Olympiacos, treinado pelo português Vítor Pereira, pode perder o título conquistado há um mês, bem como a entrada na Liga dos Campeões da próxima época, podendo mesmo ser despromovido à 2ª divisão grega. Em causa, estão as suspeitas de combinação de resultados que recaem sobre o presidente do clube.

De acordo com a imprensa grega, Vangelis Marinakis presidente do emblema grego, foi notificado pelo Ministério Público num alegado caso de combinação de resultados com o homólogo do Veria. (Arquivo)

De acordo com a imprensa grega, Vangelis Marinakis presidente do emblema grego, foi notificado pelo Ministério Público num alegado caso de combinação de resultados com o homólogo do Veria. (Arquivo)

© ICON ICON / Reuters

Os factos remontam a janeiro de 2013. De acordo com a imprensa grega, Vangelis Marinakis presidente do emblema grego, foi notificado pelo Ministério Público num caso de alegada combinação de resultados com o homólogo do Veria. 

Na altura, o jogo entre os dois clubes terminou com um resultado favorável à equipa de Atenas.

Vítor Pereira chegou à Grécia apenas no início deste ano e levou o Olympiacos à conquista do título grego.
  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.