sicnot

Perfil

Desporto

FC Porto deixa duras críticas às nomeações de árbitros para penúltima jornada da Liga

O FC Porto criticou esta quarta-feira as nomeações dos árbitros para os jogos da próxima jornada do campeonato. Na publicação Dragões Diário, o Conselho de Arbitragem é acusado de "incoerência".

O FC Porto termina o artigo usando uma expressão de Lopetegui: "O seguro morreu de velho e manto maior do que este não há", numa alusão à última conferência de imprensa do técnico espanhol.

O FC Porto termina o artigo usando uma expressão de Lopetegui: "O seguro morreu de velho e manto maior do que este não há", numa alusão à última conferência de imprensa do técnico espanhol.

© Hugo Correia / Reuters

A escolha de Artur Soares Dias para o Guimarães - Benfica é criticada porque para o jogo da 4ª jornada, entre os vimaranenses e o FC Porto, a escolha recaiu sobre Paulo Batista, um árbitro despromovido na época anterior e que cometeu erros que prejudicaram o emblema azul e branco, afirmam os dragões.

Rui Costa vai apitar o Belenenses - FC Porto e também é alvo de críticas.  Com ironia, escrevem que "Rui Costa teve nota máxima na carreira de tiro, ao acertar na "mouche" nos amarelos aos jogadores do Vitória de Guimarães na última jornada".

O FC Porto termina o artigo usando uma expressão de Lopetegui: "O seguro morreu de velho e manto maior do que este não há", numa alusão à última conferência de imprensa do técnico espanhol.
  • Negócios do fogo
    22:00
  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.

  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43