sicnot

Perfil

Desporto

Paulo Sousa conduz Basileia ao sexto título consecutivo de campeão da Suíça

 O Basileia, treinado pelo português Paulo Sousa, sagrou-se hoje campeão suíço de futebol, naquele que é o segundo título do técnico luso em duas épocas, depois ter conseguido o mesmo feito em Israel ao serviço do Maccabi Telavive.

© Arnd Wiegmann / Reuters

A jogar em casa, o Basileia cumpriu os 'serviços mínimos' e manteve até ao final um 'nulo' (0-0) com o Young Boys, que serviu perfeitamente a ambição do clube em chegar ao sexto campeonato consecutivo (2010, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015).

Ao técnico bastava que o seu Basileia empatasse hoje, quando ainda faltam disputar mais três jornadas, visto que defrontava o rival e segundo classificado Young Boys, que assim fica a 11 pontos, quando apenas estão nove pontos em discussão.

O Basileia torna-se ainda o segundo clube com mais títulos de campeão na Suíça, com 18, ainda longe de Grasshopper, com 27, e que levantou o troféu pela última vez em 2003. Em terceiro surge o Servette, com 17.

Paulo Sousa enquanto técnico passou pelos escalões de formação da seleção, por Inglaterra (Swansea, Leicester e Queens Park Rangers), Hungria (Videoton), Israel (Maccabi Telavive) e agora Suíça (Basileia).

Este é o quarto troféu importante da sua carreira como treinador, iniciada em 2005, depois do campeonato israelita e da supertaça e Taça da Liga da Hungria.

Paulo Sousa, antigo futebolista de Benfica e Sporting, de 44 anos, brilhou enquanto jogador ao serviço da Juventus e Borussia Dortmund, e como treinador conseguiu a conquista duas ligas diferentes em dois anos consecutivos.







Lusa
  • Captura ilegal de cavalos-marinhos na Ria Formosa
    3:02

    País

    Há cada vez menos cavalos marinhos na Ria Formosa. Cientistas da Universidade do Algarve dizem que a maior população desta espécie no mundo, que é a que existe na Ria Formosa, está ameaçada devido à captura ilegal para o mercado asiático. Dizem que, se nada for feito para travar este fenómeno, esta espécie protegida pode desaparecer em poucos anos.