sicnot

Perfil

Desporto

Latvala defende a liderança no dia mais longo do Rali de Portugal

O finlandês Jari-Matti Latvala (Volkswagen) defende hoje a liderança do Rali de Portugal, quinta prova do Campeonato do Mundo, cujo terceiro dia é composto por seis especiais, nomeadamente a mais longa, a de Fridão, com quase 40 quilómetros.

REPORTER IMAGES

As duas passagens nos troços de Baião (18,57 km), Marão (26,46 km) e Fridão (37,67 km) constituem as secções mais extensas do rali, com um total de 165,4 quilómetros, num itinerário desenhado entre as regiões de Minho, Douro Litoral e Trás-os-Montes que promete voltar a ser muito exigente, sobretudo para os pneus.

Latvala, que até agora pontuou somente em Monte Carlo, na prova de abertura do Mundial, vai para a estrada com 11,1 segundos de avanço sobre o britânico Kris Meeke (Citroën) e 16 face ao norueguês Andreas Mikkelsen (Volkswagen), após seis especiais disputadas. O início do primeiro troço do dia está marcado para as 08:54.

No seio da marca alemã, o francês Sébastien Ogier, bicampeão do mundo, é o menos satisfeito, uma vez que a sua condição de líder do Mundial o obrigou a sair em primeiro e a ter de 'limpar' a estrada, uma desvantagem que o deixou no sexto lugar, a 25,9 segundos de Latvala, e atrás do estónio Ott Tanak (Ford) e do espanhol Dani Sordo (Hyundai).

As suas condições vão melhorar ligeiramente, já que o britânico Elfyn Evans (Ford) e o italiano Lorenzo Bertelli (Ford) partem hoje à sua frente, depois de terem sido forçados a retirarem-se na véspera.

Entre os portugueses, Miguel Campos (Ford) continua a ser mais bem classificado, ocupando o 24.º posto na geral, a 7.45,6 segundos do líder, mas beneficiou do abandono de Bernardo Sousa (Peugeot), que tinha sido melhor na primeira secção de sexta-feira antes de ser traído por um problema no radiador.



Lusa
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Inspetores do SEF cansados das promessas do Governo
    1:00

    País

    O sindicato do SEF garante que a segurança contra o terrorismo vai ser assegurada na greve de quinta-feira e sexta-feira nos aeroportos. Acácio Pereira, do sindicato, diz que os inspetores são quase escravos e que estão fartos das promessas do Governo. A greve deverá afetar cerca de 30 mil pessoas. 

  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".