sicnot

Perfil

Desporto

Nico Roberg (Mercedes) vence GP do Mónaco de Fórmula 1

O alemão Nico Rosberg (Mercedes) venceu este domingo, pelo terceiro ano consecutivo, o Grande Prémio do Mónaco, sexta prova do Mundial de Fórmula 1, aproximando-se da liderança do campeonato, na posse do britânico Lewis Hamilton (Mercedes).

O piloto alemão venceu pelo terceiro ano consecutivo a prova monegasca.

O piloto alemão venceu pelo terceiro ano consecutivo a prova monegasca.

© Stefano Rellandini / Reuters

Hamilton, que saiu da 'pole', liderou quase toda a corrida, mas acabou em terceiro, depois de, a 14 voltas do fim, ir às boxes mudar de pneus, na sequência da entrada do 'satety car', após um despiste do holandês Max Verstappen (Toro Rosso).

Com esta decisão, o detentor do cetro caiu para o último lugar do pódio, no qual acabou, também atrás do alemão Sebastian Vettel (Ferrari), segundo, mas manteve a liderança do campeonato, com 126 pontos, contra 116 de Rosberg e 98 de Vettel.
Lusa
  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • Depois do Fogo
    23:30
  • "A culpa morre sozinha?"
    0:41

    Opinião

    Luís Marques Mendes não acredita que o Ministério Público não formule uma acusação de homicídio por negligência e que não haja demissões na sequência do incêndio de Pedrógão Grande. O comentador da SIC debateu o tema este domingo no Jornal da Noite da SIC.

    Luís Marques Mendes

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.

  • Trump quebra tradição da Casa Branca com 20 anos

    Mundo

    Donald Trump decidiu não fazer um jantar de celebração pelo fim do Ramadão, o mês em que os muçulmanos cumprem jejum entre o nascer e o pôr do sol. O Presidente dos Estados Unidos quebrou a tradição da Casa Branca, pela primeira vez em 20 anos.