sicnot

Perfil

Desporto

Platini apoia Ali bin Al-Hussein e acusa Blatter de mentir

O presidente da UEFA, Michel Platini, anunciou hoje o seu apoio ao jordano Ali bin Al-Hussein nas eleições da FIFA, acusando de mentiras o atual líder do organismo que tutela o futebol mundial, Joseph Blatter.

© Denis Balibouse / Reuters

"Tenho a íntima convicção de que Ali (...) pode ser um grande presidente da FIFA", disse Platini, numa entrevista ao jornal francês L'Équipe.

Apesar de não ter direito de voto -- apenas os presidentes das 209 federações nacionais podem votar -, o francês decidiu dar o seu apoio "a título pessoal".

Platini lembrou o pedido que fez às federações europeias em 2011 para apoiarem Blatter, defendendo que o fez "na base de uma promessa" que o suíço tinha feito.

"Ele pediu-nos, olhos nos olhos, que o apoiássemos por que este seria o seu último mandato. Tenho a desagradável impressão de me ter envolvido pessoalmente numa mentira", disse.

Platini acusou ainda Blatter de tentar "manter o seu trono a qualquer custo".

Blatter, de 79 anos, concorre na sexta-feira a um quinto mandato à frente da FIFA, tendo o príncipe jordano como único rival, depois das desistências do português Luís Figo e do holandês Michael van Praag.


Lusa
  • Figo desiste da candidatura à FIFA e fala em "ditadura"
    1:12

    Desporto

    A uma semana das eleições, Luís Figo desistiu da candidatura à presidência da FIFA. O antigo internacional português compara o organismo máximo do futebol mundial a uma ditadura e diz que estas eleições não são livres. Luis Figo afirma que o atual presidente, o suíço Joseph Blatter, não tem programa eleitoral, acrescenta que não há debates e que os candidatos não podem intervir nos congressos da FIFA, onde só Blatter tem direito a falar. Para o ex-jogador, este processo eleitoral é a entrega do poder absoluto ao atual presidente da FIFA, em que o futebol sai a perder. O anúncio de Figo surgiu horas depois do holandês Michael van Praag ter desistido. Na corrida estão agora apenas dois homens: o príncipe jordano Ali bin Al Hussein, e Joseph Blatter.

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.