sicnot

Perfil

Desporto

Bolt vence 200 metros em Ostrava com frio e chuva

O jamaicano Usain Bolt venceu hoje os 200 metros do meeting de atletismo de Ostrava, bastante prejudicado pela chuva, deixando para o seu compatriota Asafa Powell o triunfo nos 100 metros.

© Mike Segar / Reuters

O campeão olímpico do duplo hectómetro correu em 20,13 (vento +0,6), o que o coloca agora como quarto melhor do ano na distância.

Trata-se apenas da segunda vez que corre os 200 metros esta época, após os 20,20 feitos a 12 de abril, em Kingston.

Nos 100 metros, Powell correu em 10,04, bem distante do que já fez na capital jamaicana, onde registou 9,84, segunda marca mundial de 2015, atrás do norte-americano Justin Gatlin.

A prova do triplo salto também se ressentiu do frio e chuva, mas ainda assim o norte-americano Christian Taylor chegou aos 17,52 metros.

A melhor marca no setor feminino vai para a norte-americana Sharika Nelvis, vencedora dos 100 metros barreiras com 12,55 segundos, confirmando-se como a terceira melhor de 2015, atrás das compatriotas Jasmin Stowers e Kendra Harrison, que não competiram em Ostrava.







Lusa
  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • "A Venezuela sofreu um Madurazo"
    0:32
  • "Leiam os meus lábios. Não!"
    0:12

    Mundo

    Vladimir Putin participou esta quinta-feira numa conferência, no Ártico. Questionado sobre se a Rússia tinha interferido nas últimas eleições dos Estados Unidos da América, o Presidente voltou a negar qualquer interferência, com uma frase que pensava pertencer a Ronald Reagan, mas que na verdade foi proferida por George Bush.

  • A provocação de Juncker a Trump
    0:40

    Mundo

    Jean-Claude Juncker lançou esta quinta-feira uma provocação a Donald Trump. No último dia do congresso do PPE, o presidente da Comissão Europeia disse que, se Trump incentivar outros países a sair da União Europeia, ele próprio vai apoiar a independência do Ohio e do Texas