sicnot

Perfil

Desporto

Treinador Di Matteo anuncia saída do Schalke 04

O treinador italiano de futebol Roberto Di Matteo decidiu deixar o Schalke 04, com o qual tinha contrato até junho de 2017, anunciou hoje o clube alemão através de um comunicado

© Wolfgang Rattay / Reuters

Di Matteo justificou a saída depois de terminar a época em sexto lugar na Bundesliga e ter tido uma reunião com o diretor desportivo, Horst Heldt, a quem comunicou o que considerava serem as "condições indispensáveis" para um futuro êxito.

"Embora as conversas com Horst Heldt tenham sido sempre construtivas, ficou claro que o clube tem outras prioridades", revelou o treinador italiano, de 44 anos, para justificar o seu pedido de demissão.

Juntamente com Di Matteo saem o treinador-adjunto Attilio Lombardo e o técnico de guarda-redes, Massimo Battara.

No mesmo comunicado, Heldt agradeceu a Di Matteo pela decisão tomada, "no interesse do clube", lembrando que o treinador chegou em 2014 quando o Schalke ocupava um desconfortável 11.º lugar e tinha vários jogadores lesionados.

Depois de destacar que a equipa chegou a ser terceira no campeonato e que se apurou para os oitavos de final da Liga dos Campeões, num grupo à frente do Sporting, Heldt lamentou que não tenha sido possível evitar a 'queda' do Schalke.

Antes da saída de Di Matteo o clube alemão anunciou a 11 de maio o despedimento, com caráter imediato, do médio Kevin-Prince Boateng e do avançado Sidney Sam.







Lusa
  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47