sicnot

Perfil

Desporto

Treinador Di Matteo anuncia saída do Schalke 04

O treinador italiano de futebol Roberto Di Matteo decidiu deixar o Schalke 04, com o qual tinha contrato até junho de 2017, anunciou hoje o clube alemão através de um comunicado

© Wolfgang Rattay / Reuters

Di Matteo justificou a saída depois de terminar a época em sexto lugar na Bundesliga e ter tido uma reunião com o diretor desportivo, Horst Heldt, a quem comunicou o que considerava serem as "condições indispensáveis" para um futuro êxito.

"Embora as conversas com Horst Heldt tenham sido sempre construtivas, ficou claro que o clube tem outras prioridades", revelou o treinador italiano, de 44 anos, para justificar o seu pedido de demissão.

Juntamente com Di Matteo saem o treinador-adjunto Attilio Lombardo e o técnico de guarda-redes, Massimo Battara.

No mesmo comunicado, Heldt agradeceu a Di Matteo pela decisão tomada, "no interesse do clube", lembrando que o treinador chegou em 2014 quando o Schalke ocupava um desconfortável 11.º lugar e tinha vários jogadores lesionados.

Depois de destacar que a equipa chegou a ser terceira no campeonato e que se apurou para os oitavos de final da Liga dos Campeões, num grupo à frente do Sporting, Heldt lamentou que não tenha sido possível evitar a 'queda' do Schalke.

Antes da saída de Di Matteo o clube alemão anunciou a 11 de maio o despedimento, com caráter imediato, do médio Kevin-Prince Boateng e do avançado Sidney Sam.







Lusa
  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28