sicnot

Perfil

Desporto

Brunel vence em Lisboa a sétima etapa da Volvo Ocean Race

O holandês Brunel venceu hoje a sétima etapa da Volvo Ocean Race (VOR), sendo o primeiro dos seis veleiros que disputam a maior regata de circum-navegação com escalas a chegar a Lisboa.

O veleiro do 'skipper' holandês Bouwe Bekking, que ocupa o terceiro lugar na regata, chegou à doca de Pedrouços às 06:09 de hoje, proveniente de Newport, nos Estados Unidos, de onde partiu no dia 17 de maio.

O Brunel foi o primeiro a completar as 2.800 milhas náuticas (5.185 quilómetros) da etapa que marca o regresso da frota da VOR à Europa, ligeiramente à frente do espanhol Mapfre, comandado por Iker Martínez, e do chinês Dongfeng, liderado pelo francês Charles Chaudrelier, que seguem na segunda e terceira posições, respetivamente.

Um pouco mais distante da capital portuguesa está ainda o líder da regata à volta do mundo, o Abu Dhabi, dos Emirados Árabes Unidos, comandado pelo britânico Ian Walker, um pouco à frente do projeto turco-americano Alvamedica, de Charlie Enright, e do sueco SCA, que tem uma tripulação exclusivamente feminina comandada pela britânica Sam Davies e segue na sexta posição da etapa.

A frota da VOR vai permanecer até 07 de junho em Lisboa, onde vai disputar uma regata costeira no próximo dia 06, véspera da partida da oitava etapa, que vai terminar na cidade francesa de Lorient.

À partida para a sétima das nove etapas, o Abu Dhabi lidera com 11 pontos, à frente menos de Dongfeng (17), Brunel (21), Alvimedica e Mapfre (24) e SCA (26).

A última posição é ocupada pelo dinamarquês Vestas (52), do australiano Chris Nicholson, que não concluiu a segunda regata, mas que vai retomar a prova em Lisboa, depois de concluídas as reparações no barco.


  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08
  • Reveladas escutas telefónicas entre Sócrates e Ricardo Salgado
    2:39

    Operação Marquês

    Após ser detido em 2014, Ricardo Salgado recebeu uma chamada de José Sócrates a dar o seu apoio. Nas escutas é possível perceber que o antigo primeiro-ministro fala de admiração pelo ex-banqueiro, depois de Sócrates ter garantido, na semana passada na RTP, que a relação com Ricardo Salgado era apenas institucional. Noutra conversa de Sócrates, desta vez com o advogado Daniel Proença de Carvalho, o ex-primeiro-ministro criticou Marcelo Rebelo de Sousa, quando este ainda era comentador e tinha comentado a queda do BES.