sicnot

Perfil

Desporto

Buscas na sede da Confederação de Futebol dos EUA

ÚLTIMA HORA

O Departamento de justiça dos Estados Unidos está a fazer buscas na sede da Confederação de Futebol da América do Norte. 

A justiça norte-americana acusou nove dirigentes e cinco funcionários da Federação Internacional de Futebol por corrupção.
Seis altos dirigentes da FIFA foram já detidos, esta manhã, na Suíça. A operação aconteceu em Zurique, num hotel onde os dirigentes se reuniam para um encontro anual.

As detenções aconteceram por ordem da Justiça norte-americana que solicitou a extradição dos detidos para que sejam julgados nos Estados Unidos.

Em causa estão suspeitas de corrupção nos últimos 20 anos em concursos para acolher os Mundiais de Futebol, negócios de marketing e transmissão de jogos, num valor superior a 90 milhões de euros. 

Sabe-se, entretanto, que as investigações centram-se na atribuição da organização do campeonato do mundo de futebol em 2018 à Rússia e em 2022 ao Qatar. 

Neste momento, também o Departamento de Justiça dos Estados Unidos está a fazer buscas à sede da confederação americana de futebol, em Miami.

Entre os acusados estão dois vice-presidentes da FIFA, o uruguaio Eugenio Figueredo e Jeffrey Webb, das Ilhas Caimão, assim como o paraguaio Nicolás Leoz, ex-presidente da Confederação da América do Sul (Conmebol).

Os outros dirigentes indiciados são o brasileiro José María Marín, o costarriquenho Eduardo Li, o nicaraguense Júlio Rocha, Jack Warner, de Trinidad e Tobago, o venezuelano Rafael Esquivel e Costas Takkas, das Ilhas Caimão.

O organismo norte-americano revelou ainda que as buscas feitas na Associação de Futebol da América do Norte, Central e Caraíbas (CONCACAF) estão também relacionadas com este caso.

"É um período de, pelo menos duas gerações de dirigentes de futebol que, alegadamente, abusaram das suas posições de confiança para adquirirem milhões de dólares em subornos e comissões", disse a procuradora Loretta Lynch.

Esta acusação surge depois de o Ministério da Justiça e a polícia da Suíça confirmarem a detenção, feita hoje, por acusações de corrupção, de seis dirigentes da FIFA, em Zurique, quando se encontravam num hotel na cidade.

As autoridades helvéticas indicaram que se prevê a sua extradição para os Estados Unidos, onde as autoridades de Nova Iorque os investigam por terem, alegadamente, aceitado subornos desde o início dos anos 1990.



  • Governo vai avaliar situação da associação Raríssimas
    1:41

    País

    O Governo promete avaliar a situação da instituição Raríssimas e agir em conformidade, depois da denúncia de alegadas irregularidades na gestão financeira. A presidente da instituição terá usado dinheiro da Raríssimas para gastos pessoais como vestidos de alta-costura e alimentação. Esta é uma instituição que apoia doentes e famílias que convivem de perto com doenças raras. 

  • Diáconos permanentes: quem são e que cargo ocupam na comunidade católica
    10:04
  • Múmia quase intacta descoberta em Luxor
    1:23

    Mundo

    O Egito anunciou, este sábado, a descoberta de dois pequenos túmulos com 3.500 anos na cidade de Luxor. Foram também encontrados uma múmia em bom estado de conservação, uma estátua do deus Ámon Ra e centenas de artefactos de madeira e cerâmica ou pinturas intactas.