sicnot

Perfil

Desporto

Campeões do Tondela recebidos na Câmara, na despedida de Quim Machado

O Tondela recebeu esta quarta-feira as faixas de campeão da II Liga de futebol na câmara municipal local, onde o treinador Quim Machado prestou homenagem aos "heróis" da subida de divisão, pouco antes de se confirmar a sua saída do clube.

O presidente da câmara, José António de Jesus (2º na fila da frente, a contar da direita), não poupou nas palavras de elogio ao presidente do clube, Gilberto Coimbra (ao centro, com a taça), considerando que a inédita subida à I Liga não teria acontecido "se não tivesse essa força, essa capacidade de agregar vontades, de criar equipas, de conjugar sinergias, para que todos tenham os mesmos objetivos".

O presidente da câmara, José António de Jesus (2º na fila da frente, a contar da direita), não poupou nas palavras de elogio ao presidente do clube, Gilberto Coimbra (ao centro, com a taça), considerando que a inédita subida à I Liga não teria acontecido "se não tivesse essa força, essa capacidade de agregar vontades, de criar equipas, de conjugar sinergias, para que todos tenham os mesmos objetivos".

Lusa

"Foram uns heróis desde o primeiro dia em que cheguei. Até ao domingo passado acreditaram na minha mensagem pondo em campo tudo aquilo que treinávamos durante a semana no dia dos jogos", afirmou o técnico no salão nobre dos paços do concelho. "Vivi aqui momentos fantásticos. Foi a minha segunda subida de divisão mas esta teve um sabor especial", acrescentou.  

O presidente da câmara, José António de Jesus, não poupou nas palavras de elogio ao presidente do clube, Gilberto Coimbra, considerando que a inédita subida à I Liga não teria acontecido "se não tivesse essa força, essa capacidade de agregar vontades, de criar equipas, de conjugar sinergias, para que todos tenham os mesmos objetivos". 

O edil diz que foi esta capacidade "de unir vontades que levou a que as dificuldades tenham sido ultrapassadas", mas acrescentou que é necessário que todos percebam o caminho a seguir: "Custa-me compreender que alguns ainda não tenham tido a sensibilidade necessária para perceberem que estamos perante uma situação única e histórica", lamentou. 

A propósito das obras necessárias no estádio considera o autarca que "ninguém compreenderia num momento destes não fizesse um esforço necessário para que as infraestruturas do complexo desportivo do Estádio João Cardoso reunissem os requisitos exigidos pela Liga". O desejo é que possam ser acolhidos em Tondela "os jogos tão importantes que o clube terá pela frente". 

José António de Jesus considera fundamental que sejam criadas as condições minimias exigíveis para que se projete a região, neste contexto, impulsionando um desenvolvimento económico que lhe está associado.

Depois de ter enaltecido o facto de o clube ter sido campeão nos últimos 30 segundos do campeonato, após várias jornadas em que desperdiçou a oportunidade de antecipar os festejos, Gilberto Coimbra não evitou as lágrimas quando foi referido o apelo aos adeptos para apoiarem a equipa em Freamunde no último jogo.

"Não fazem ideia quando todos os dias perguntava como estávamos de autocarros e me diziam, com uma satisfação tremenda, os que já estavam cheios e com os bilhetes disponíveis esgotados", contou.

O presidente do clube campeão da segunda Liga reconhece que nunca mais esquecerá que um dia fez um apelo às gentes de Tondela e todos acederam ao seu pedido. 

Gilberto Coimbra referiu também querer demonstrar a todo o país que antes de Viseu têm de passar por Tondela, "porque é nesta cidade que está o futebol da I Liga, numa região onde não há futebol de primeira há 27 anos". O presidente de Tondela diz não ter dúvidas de que a cidade de Viseu irá tirar muito partido de o clube ir para o patamar mais alto do futebol português.     

Por fim, prometeu a José António de Jesus que tudo fará para que o investimento que vai ser feito seja rentabilizado ao máximo, manifestando o desejo de permanecer na I Liga. "Não queremos ir e vir, mas sim lá estar por muitos e longos anos".

No final foram entregues as faixas de campeões, jogadores, equipa técnica, médica, diretores e todos os elementos do clube que ajudaram a tornar possível o feito histórico de subida à Liga principal do futebol português.  
Lusa
  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.