sicnot

Perfil

Desporto

João Sousa na segunda ronda do Roland Garros

João Sousa qualificou-se para a segunda ronda de Roland Garros. 

© Brandon Malone / Reuters

O tenista português João Sousa qualificou-se para a segunda ronda de Roland Garros, segundo torneio do 'Grand Slam' da temporada, ao vencer o canadiano Vasek Pospisil, por 6-3, 7-6 (7-5), 6-1.

O número um português e 44.º do mundo precisou de 1:54 horas para afastar o canadiano, 53.º, alcançando pela segunda vez, em quatro tentativas, a segunda ronda na prova parisiense, na qual nunca alcançou a terceira eliminatória.

Três dias depois de ter perdido a final de Genebra -- a quarta da sua carreira --, frente ao brasileiro Thomaz Bellucci, João Sousa voltou a ser consistente no seu serviço, com oito ases e apenas três duplas-faltas, ganhando 83 por cento dos pontos no seu primeiro saque.

Frente ao canadiano, Sousa conseguiu concretizar sete dos 14 pontos de 'break' de que dispôs, concedendo apenas cinco oportunidades de quebra de serviço ao seu adversário, que materializou duas.

Apesar de ter menos oito 'winners' do que Pospisil (40 contra 32), João Sousa também cometeu muito menos erros não forçados, fazendo apenas 13 contra 45 do canadiano.

Na próxima ronda, Sousa vai encontrar o britânico Andy Murray, número três mundial, com quem perdeu nos cinco confrontos, nunca tendo sequer conquistado um 'set'.

Dois destes encontros aconteceram em provas do Grand Slam, ambas no Open da Autrália, a última das quais já este ano, com o britânico a vencer por 6-1, 6-1, 7-5 na terceira ronda.

Já depois deste encontro, os dois tenistas voltaram a encontrar-se, no torneio do Dubai, com novo triunfo de Murray, por 6-0, 6-2.



  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15