sicnot

Perfil

Desporto

Fernando Santos anuncia última convocatória da temporada

O selecionador português, Fernando Santos, anuncia hoje a lista de convocados para o confronto com a Arménia, de qualificação para o Euro2016 de futebol, e para o particular com a Itália.

Portugal ocupa o segundo lugar do Grupo I, a um ponto da líder Dinamarca, que tem um jogo a mais, enquanto a Sérvia divide o último lugar do agrupamento com a Arménia, ambos com apenas um ponto.

Portugal ocupa o segundo lugar do Grupo I, a um ponto da líder Dinamarca, que tem um jogo a mais, enquanto a Sérvia divide o último lugar do agrupamento com a Arménia, ambos com apenas um ponto.

INACIO ROSA / Lusa

A possibilidade de alguns dos habituais convocados de Fernando Santos serem 'afastados' para a seleção de sub-21, que vai disputar o Europeu da categoria, já foi colocada pelo selecionador.

Jogadores como Raphael Guerreiro, William Carvalho, João Mário ou André Gomes têm sido chamados para a equipa principal, mas ainda podem representar os sub-21 e poderão ser um 'reforço' importante para a equipa de Rui Jorge.

Uma eventual chamada destes jogadores pode abrir a porta a regressos de jogadores com Adrien ou André Almeida, com Beto, recuperado de lesão, a poder também voltar às escolhas.

Portugal defronta a 13 de junho a Arménia, em jogo do Grupo I de apuramento para o Euro2016, que a equipa das 'quinas' lidera com nove pontos, mais dois do que a Dinamarca e a Albânia, enquanto os arménios e a Sérvia têm apenas um ponto.

Três dias depois, Portugal encontra a Itália, num encontro particular, em Genebra, na Suíça.

Após a conferência de imprensa de Fernando Santos, Rui Jorge dará a conhecer os convocados para o Europeu de sub-21, que vai ser disputado na República Checa.

Portugal está integrado no Grupo B do Europeu, juntamente com a Inglaterra, a Itália e a Suécia.


  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.