sicnot

Perfil

Desporto

Jérôme Valcke terá transferido 10 milhões de dólares para contas de alegado esquema de corrupção

O jornal norte-americano "The New York Times" avança que o secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, terá transferido 10 milhões de dólares para contas bancárias que estão no centro do alegado esquema de corrupção e subornos na instituição. O francês é o braço direito do presidente da FIFA, Joseph Blatter.

© Arnd Wiegmann / Reuters

De acordo com a investigação das autoridades norte-americanas, Jérôme Valcke terá dado autorização, em 2008, para que o dinheiro fosse transferido para contas controladas por um outro responsável da Federação: Jack Warner, ex-vicepresidente da FIFA, que é um dos suspeitos de atos de corrupção.

As autoridades acreditam, no entanto, que Valcke não saberia que o dinheiro estaria a ser usado para o pagamento de subornos e não está por isso acusado de qualquer delito.

Jérôme Valcke já esteve envolvido numa outra polémica. Entrou para a federação em 2003, como diretor de marketing, mas acabou por ser despedido do cargo, em 2006, por alegadamente ter mentido em negociações com patrocinadores.

O caso chegou aos tribunais, mas nunca foi provado qualquer crime. Dias depois da FIFA ter chegado a acordo com os patrocinadores envolvidos, Valcke foi indicado por Joseph Blatter para número dois da Federação.

  • O último adeus às vítimas da tragédia de Vila Nova da Rainha
    1:37

    País

    As cerimónias fúnebres das oito vítimas mortais do incêndio na Associação de Vila Nova da Rainha realizaram-se esta terça-feira. Três delas ocorreram em simultâneo na povoação do concelho de Tondela que, no passado sábado, viu a tragédia bater-lhe à porta.

  • Fóssil humano mais antigo encontrado em Portugal entregue ao Museu de Arqueologia
    3:42

    País

    O mais antigo fóssil humano até hoje encontrado em Portugal, o "Crânio da Aroeira", foi entregue no Museu Nacional de Arqueologia, em Lisboa. Em 2014, o fóssil foi encontrado pela equipa do arqueólogo João Zilhão perto de Torres Novas e foi restaurado e estudado na Universidade Complutense de Madrid, durante dois anos e meio.

  • De "lambe rabos" a "labrego", a polémica entre Rodolfo Reis e Bruno de Carvalho
    1:30
  • O Futuro Hoje na maior feira eletrónica de consumo do mundo
    5:14