sicnot

Perfil

Desporto

UEFA impede que Figo volte a vestir a camisola do Barcelona

O Barcelona anunciou esta quarta-feira que português Luís Figo não irá representar os 'blaugrana' no amigável que irá juntar antigas 'estrelas' do futebol a ex-futebolistas do Barcelona e Juventus, por ocasião da final da Liga dos Campeões.

Recorde-se que depois de cinco épocas ao serviço do Barcelona, Figo, numa das transferências mais polémicas do futebol mundial, transferiu-se para os rivais do Real Madrid, a troco de 65 milhões de euros. (Arquivo)

Recorde-se que depois de cinco épocas ao serviço do Barcelona, Figo, numa das transferências mais polémicas do futebol mundial, transferiu-se para os rivais do Real Madrid, a troco de 65 milhões de euros. (Arquivo)

CESAR RANGEL / AP

Segundo anunciou o clube catalão no seu Twitter oficial, o requerimento enviado à UEFA a pedir para que o antigo internacional português não voltasse a vestir de 'blaugrana' foi aceite, o que o impedirá de alinhar na equipa das 'estrelas' de Barcelona e Juventus, que entre outros contará com a presença de Deco, David Trezeguet, Del Piero Abidal ou Vieri.

Do outro lado, na equipa das estrelas do futebol mundial, estão confirmados jogadores como Cafu, Pires, Seedorf ou Van Hooijdonk.

Recorde-se que depois de cinco épocas ao serviço do Barcelona, Figo, numa das transferências mais polémicas do futebol mundial, transferiu-se para os rivais do Real Madrid, a troco de 65 milhões de euros. 

Desde então, os adeptos catalães não mais esqueceram a 'traição' do antigo ídolo e capitão, ficando para sempre ligada ao português a alcunha de 'pesetero'.

O jogo das estrelas está agendado para as 17:30 de sexta-feira, em Berlim, um dia antes de o Barcelona defrontar a Juventus na final da Liga dos Campeões no Estádio Olímpico.
Lusa
  • "Tudo o que o Benfica está a fazer é uma forma de coação"
    1:59
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    As queixas do Benfica contra a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga foram tema de debate no Play-Off da SIC Notícias. Rodolfo Reis, Manuel Fernandes e Rui Santos acreditam que a posição está relacionada com o clássico Benfica-Porto do próximo sábado. Já João Alves considera que estes comunicados podem prejudicar o Benfica.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41
  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.