sicnot

Perfil

Desporto

Berlusconi negoceia com empresário asiático venda de 48 por cento do AC Milan

O proprietário do AC Milan, Sílvio Berlusconi, assinou hoje com o empresário Bee Taechaubol um acordo de exclusividade válido por oito semanas para negociar a venda do gigante do futebol italiano, que vive momentos de dificuldades.

© Stefano Rellandini / Reuters

"Durante este período, Sílvio Berlusconi, que manterá o cargo de presidente, e Taechaubol irão trabalhar juntos para construir um grande e ambicioso projeto económico e desportivo para fazer regressar o AC Milan ao mais alto nível do futebol italiano e internacional", referiram ambos num comunicado conjunto.

No mesmo comunicado faz-se saber que Berlusconi ficará com uma percentagem de 52 por cento do clube, enquanto Bee, diretor executivo de um grupo privado do sudeste asiático, deterá 48 por cento. 

A imprensa italiana dá conta de que o empresário asiático concordou em desembolsar 480 milhões de euros para alcançar o acordo.  

"Este compromisso é uma coisa boa para o AC Milan. Bee tem a capacidade para projetar a marca AC Milan nos mercados asiáticos. Esperemos ir em frente com este acordo para fazer do AC Milan um clube de topo novamente", disse Berlusconi. 










Lusa
  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • "Juntos por Todos" hoje no palco em Lisboa
  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Esforço dos contribuintes para salvar bancos deve ser minimizado, diz Draghi
    1:49