sicnot

Perfil

Desporto

"Por cada porta que se fecha uma outra se abre", responde Jesus

Jorge Jesus garante que sai do Benfica "com consciência do dever cumprido". As primeiras palavras do técnico após a saída da Luz surgem em forma de comunicado.

© Hugo Correia / Reuters

"Diz-se que na vida por cada porta que se fecha uma outra se abre", começa o comunicado assinado por Jorge Fernando Pinheiro de Jesus, enviado às redações. E assim chega "o fim de um ciclo de seis épocas desportivas ao serviço do Sport Lisboa e Benfica", que, garante o treinador, lhe "possibilitou viver alguns dos momentos mais felizes e marcantes" da sua vida profissional. "E essas são as memórias que, para sempre, em mim perdurarão".

Continua, sublinhando que sempre deu o melhor "em proveito do clube, tentando respeitar a sua história e grandeza". Mas "todas as épocas têm o seu fim e as instituições são sempre maiores do que as pessoas que ao longo da sua vida por ela vão passando".

A última frase: "Parto, com a consciência do dever cumprido, grato pelo carinho e oportunidade com que fui brindado ao longo deste período."

Ontem, o Benfica confirmou que terminaram as negociações para a renovação de contrato com o técnico, após as notícias que dão Jorge Jesus como certo no Sporting. Entretanto, o presidente dos encarnados disse também esta quinta-feira que no Benfica "não há insubstituíveis, mesmo que alguns pensem que o são".

Comunicado de Jorge Jesus na íntegra:

Diz-se que na vida por cada porta que se fecha uma outra se abre.

Cumpro, este mês, o fim de um ciclo de seis épocas desportivas ao serviço do Sport Lisboa e Benfica, que me possibilitou viver alguns dos momentos mais felizes e marcantes da minha vida profissional… e essas são as memórias que, para sempre, em mim perdurarão.

Ao longo desse período sempre ofereci o meu melhor em proveito do clube, tentando respeitar a sua história e grandeza.

Contudo, todas as épocas têm o seu fim e as instituições são sempre maiores do que as pessoas que ao longo da sua vida por ela vão passando.

Parto, com a consciência do dever cumprido, grato pelo carinho e oportunidade com que fui brindado ao longo deste período.

Sinceros Cumprimentos

Jorge Fernando Pinheiro de Jesus

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".