sicnot

Perfil

Desporto

Asafa Powell lança suspeitas sobre marca de Gatlin nos 100 metros

 O atleta jamaicano Asafa Powell considerou hoje, antes do 'meeting' de Montreuil (França), "surpreendente" que o norte-americano Justin Gatlin corra mais rápido agora, aos 33 anos, do que na época em que se dopava. 

© Gilbert Bellamy / Reuters

"Ele corre verdadeiramente bem e tem mérito por isso, não posso dizer mais. Mas se estou surpreso? [silêncio]. Diria que regressar [de um castigo de dopagem] e estabelecer um novo recorde pessoal é, no mínimo, surpreendente, sobretudo por ser a primeira corrida da época. Mas não posso dizer mais", salientou Powell, que também esteve suspenso 18 meses por dopagem.

Gatlin, campeão olímpico de 2004, esteve suspenso quatro anos, entre 2006 e 2010, pelo uso de anabolisantes e tem atualmente a melhor marca do ano nos 100 metros, com 9,74 segundos. O jamaicano tem o segundo melhor registo, com 9,84 segundos.

O norte-americano estabeleceu a 15 de maio a melhor marca mundial do ano, em Doha, na abertura da Liga de Diamante, correndo três centésimos mais rápido do que o seu recorde pessoal, que datava da sua 'primeira' carreira. 

Powell tem um recorde pessoal de 9,72 segundos, uma marca da qual não se aproxima há quatro anos, mesmo antes da sua suspensão em 2013.









Lusa
  • Vaca algarvia em risco de extinção
    3:42

    País

    É uma corrida contra o tempo e o risco iminente de extinção. Numa altura em que são conhecidos apenas cinco exemplares da raça bovina algarvia, a inseminação artificial parece ser a única forma de evitar o desaparecimento completo de uma raça que foi desaparecendo com as mudanças na agricultura.