sicnot

Perfil

Desporto

Dilma Rousseff diz que Brasil "não precisa de pagar" para receber Mundial

Dilma Rousseff afirma, em entrevista hoje publicada pelo Estado de São Paulo, que o Brasil "não é um país qualquer" e que "não precisa de pagar a ninguém" para receber um Mundial de futebol, como aconteceu em 2014.

© Reuters Photographer / Reuter

A presidente do Brasil reafirmou que não vê razão para que as investigações em curso sobre corrupção no seio da FIFA - que levaram à demissão de Joseph Blatter e à detenção de vários dirigentes - afetem a atribuição do Campeonato do Mundo do ano passado.

Sustentando "não acreditar que o problema esteja aqui (Brasil)", defendeu que a investigação deve abarcar "as relações entre a FIFA e todos os Campeonatos do Mundo" e que os culpados de corrupção "devem ser punidos".

"Que seja claro que esses organismos devem ser transparentes e dar contas quando lidam com grandes quantias de dinheiro", acrescentou.

A justiça norte-americana, que desencadeou a onda de detenções em Zurique, há duas semanas, já disse, sem avançar pormenores, de que, entre outras situações, está a investigar o processo de escolha do anfitrião do Mundial de 2014.

Sete membros da FIFA foram detidos no passado dia 27 de maio, em Zurique, suspeitos de corrupção, numa operação que levou ainda à detenção de mais sete pessoas. 










Lusa
  • Admissão de efetivos nas Forças Armadas aquém do pedido pelas chefias
    1:42

    País

    O Ministério das Finanças autorizou a admissão de mais efetivos nas forças armadas, este ano mas a integração fica muito abaixo do número pedido pelas chefias militares. Mário Centeno só terá autorizado a integração de cerca de três mil militares em vez das cinco mil vagas propostas pelas chefias do Exército, Força Aérea e Marinha.

  • EUA preparam-se para ver o primeiro eclipse solar total, 38 anos depois
    1:40
  • Pyongyang acusa Washington de atirar "achas para a fogueira"
    1:47

    Mundo

    A Coreia do Sul e os Estados Unidos iniciaram esta segunda-feira exercícios militares conjuntos. As manobras militares procuram ensaiar respostas a uma hipotética invasão da Coreia do Norte. Pyongyang já reagiu e diz que Washington está a atirar "achas para a fogueira". 

  • "É muito importante que os EUA mostrem determinação política e militar"
    0:50

    Mundo

    Os exércitos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos iniciaram hoje as manobras anuais numa altura marcada pela recente escalada de tensão entre Pyongyang e Washington. Para Miguel Monjardino, comentador da SIC, estes exercícios militares são encarados como uma provocação para a Coreia do Norte. Monjardino defende que é importante que os EUA mostrem determinação no atual clima de tensão nuclear.

  • China prepara-se para inaugurar comboio mais rápido do mundo
    1:08
  • Morreu o rei da comédia
    2:08

    Cultura

    Um dos grandes nomes do humor norte-americano morreu ontem, aos 91 anos. Jerry Lewis era comediante, ator, argumentista, cantor e realizador. Considerado o rei da comédia, Lewis influenciou diferentes gerações de comediantes e foi defensor de várias causas humanitárias, entre as quais a distrofia muscular.

  • A insólita entrevista de Jerry Lewis que se tornou viral
    2:39

    Cultura

    Jerry Lewis concedeu no início deste ano uma entrevista insólita que se tornou viral nas redes sociais. O comediante decidiu, pura e simplesmente, não colaborar com o entrevistado. Lewis tinha na altura 90 anos e continuava a trabalhar, tendo participado no filme "Max Rose", em 2016.