sicnot

Perfil

Desporto

Ingleses vão analisar dados médicos de Mo Farah

O meio-fundista inglês Mo Farah, duplo campeão olímpico em Londres2012, deverá ter os dados médicos examinados, no seguimento da polémica que afeta o seu treinador, Alberto Salazar, suspeito de ter dopado atletas.

© Phil Noble / Reuters

Edi Warner, presidente da federação inglesa de atletismo (UKA), defende o exame de todos os dados relativos a Farah e sugere mesmo que este deve cessar, "até que todas as acusações estejam limpas", o relacionamento com Alberto Salazar, treinador norte-americano sediado no Oregon e também responsável por Galen Rupp, vice-campeão olímpico de 10.000 metros.

"O que nós podemos é ver todos os dados sobre o nosso atleta: dados de sangue, suplementos, tudo o que tenha a ver com tratamento médico", defendeu. 

Mo Farah, 32 anos, foi no domingo ausência de última hora do meeting de Birmingham, da Liga Diamante, dizendo estar "esgotado" e optando por voar para os Estados Unidos, onde se deverá encontrar com o treinador.

Alberto Salazar foi acusado, em investigação do Panorama BBC, de ter encorajado vários atletas a doparem-se - nomeadamente o norte-americano Galen Rupp, companheiro de treinos de Farah e que se terá dopado desde juvenil.

Warner mostra-se convicto de que nada provará a ligação de Mo Farah e a UKA ao programa de dopagem do centro de Oregon. 

"Mas mesmo assim devemos recomendar a Mo, ou decidir nós próprios, que o relacionamento cesse, por causa dos prejuízos sobre a reputação", adiantou. 

Mo Farah, de 32 anos, está no grupo de Salazar desde 2011 e desde então a sua carreira tem sido especialmente bem sucedida, com os dois títulos olímpicos, nos Mundiais de 2013 e nos Europeus do ano passado, entre outros sucessos.









Lusa
  • Encontrada criança britânica desaparecida na praia da Luz

    País

    Foi encontrada a criança britânica que estava desaparecida desde o início da tarde, avançaram as autoridades. A Polícia Marítima tinha sido informada do desaparecimento de um rapaz de 8 anos, de nacionalidade inglesa, tendo efetuado diligências nas proximidades da praia algarvia.

    Em atualização

  • Marcelo pede "serenidade e cabeça fria" no debate político
    1:29
  • Seca agrava prejuízos agrícolas no Alentejo
    2:11
  • Estudantes universitários poderiam estar a pagar propinas mais baixas
    2:02

    País

    Os alunos universtários poderiam estar a pagar propinas mais baixas do que pagam atualmente. A situação foi denunciada pela Federação Académica do Porto, que diz que os estudantes estão a pagar cerca de 100 euros a mais do que deviam. O INE admite, num documento enviado ao Governo, que pode existir um método melhor para o cálculo destes valores.

  • Várias casas evacuadas devido a chuvas fortes na Alemanha
    0:54
  • Liberdade de movimento entre UE e Reino Unido termina em março de 2019

    Brexit

    A liberdade dos cidadãos europeus para viver e trabalhar no Reino Unido vai terminar, em março de 2019. O Governo britânico pediu esta quarta-feira um estudo de um ano sobre a migração europeia no país, de modo a ajudar no sistema de imigração que será implementado. A avaliação vai estar concluída em setembro, de 2018, seis meses antes da conclusão do Brexit.