sicnot

Perfil

Desporto

Sulejmani confirmado no Young Boys

O Benfica chegou a acordo com o Young Boys, da Suíça, para a transferência de Miralem Sulejmani. O anúncio foi feito pelo clube da Luz.

Sulejmani regressa à equipa após mais de cinco meses de ausência.

Sulejmani regressa à equipa após mais de cinco meses de ausência.

© Hugo Correia / Reuters

"O Sport Lisboa e Benfica chegou a acordo com o Young Boys, da Suíça, para a transferência de Sulejmani", refere o clube em comunicado, sem revelar os valores envolvidos na transferência.

Por seu turno, o clube helvético, vice-campeão da Suíça, acrescentou no seu site oficial que assinou com o extremo sérvio um contrato de três anos.

Sulejamni, de 26 anos, chegou ao Benfica na temporada 2013/2014, proveniente do Ajax, e na sua época de estreia foi utilizado 26 partidas nas várias competições, tendo apontado três golos.

Na última época, o internacional sérvio esteve a contas com problemas físicos, depois de uma lesão sofrida na final da Liga Europa frente ao Sevilha, e apenas foi utilizado em oito jogos.

"O clube agradece o desempenho desportivo do jogador, a sua entrega e profissionalismo, desejando ao mesmo as maiores felicidades nesta nova etapa da carreira", refere o Benfica.



Com Lusa
  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.