sicnot

Perfil

Desporto

Tribunal de Barcelona mantém Messi indiciado de fraude fiscal

Um tribunal de Barcelona decidiu hoje manter Lionel Messi indiciado do crime de fraude fiscal, no valor de 4,1 milhões de euros, que foi assumido pelo pai e representante do futebolista internacional argentino perante o juiz de instrução.

© Gustau Nacarino / Reuters

No auto, é rejeitado o recurso de Messi contra a decisão do juiz de manter o jogador do FC Barcelona indiciado do crime de fraude fiscal, não obstante a Procuradoria ter pedido o arquivamento do processo, depois de Jorge Horacio, o pai do jogador, ter assumido toda a responsabilidade e ter devolvido o valor em causa.

Dois meses depois de ter sido indiciado, Messi entregou cinco milhões de euros à autoridade fiscal, com o propósito de ressarcir o fisco espanhol do dinheiro que, alegadamente, deveria ter sido entregue e não foi, referente ao período entre 2007 e 2009.

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49