sicnot

Perfil

Desporto

Taça de Honra de Lisboa suspensa durante um ano

A Taça de Honra em futebol foi suspensa durante um ano por decisão unânime tomada esta quinta-feira por Benfica, Sporting, Belenenses e Estoril-Praia e pela comissão coordenadora da Associação de Futebol de Lisboa (AFL).

(arquivo)

(arquivo)

LUSA

"Os clubes envolvidos pretendem continuar com a Taça de Honra, prova prestigiada e a mais antiga do futebol federado em Portugal, e decidiram nomear um grupo de trabalho com os últimos quatro participantes para discutirem o futuro da prova, eventualmente a adoção de um novo formato e a definição da calendarização da próxima edição", disse o presidente da AFL, Nuno Lobo, na presença dos representantes dos quatro clubes. 

O líder da AFL justificou a suspensão da prova pela pelo facto de o Benfica, que vai participar num torneio nos Estados Unidos, não poder cumprir os regulamentos da prova, que obrigam a que os clubes apresentem no banco a equipa técnica principal e pelo menos seis jogadores que alinharam pela respetiva equipa na época transata. 

"O Benfica não poderia apresentar a equipa técnica principal, uma vez que estará a orientar a equipa no torneio nos Estados Unidos, e eu próprio pedi aos quatro clubes para que esta edição fosse suspensa", disse Nuno Lobo, para quem o prestígio da Taça de Honra, que já esteve suspensa durante 20 anos, não se compadece com ter equipas B a disputá-la, como seria o caso do Benfica. 

Esta suspensão não tem, de acordo com Nuno Lobo, implicações legais ou encargos financeiros, embora houvesse um processo negocial em curso com patrocinadores e operadores televisivos para a transmissão dos jogos.

Quem sai prejudicado serão os clubes do futebol amador, a quem caberia uma fatia de oito por cento das receitas da edição 2015 da Taça de Honra, que seria disputada entre 16 e 18 de julho, no Estádio do Restelo, pelos quatro filiados da AFL melhor classificados na I Liga.  

O grupo de trabalho formado por representantes de Benfica, Sporting, Belenenses e Estoril-Praia irá reunir-se em data ainda a definir, entre agosto e outubro, para decidir se mantém o formato atual, com meias-finais e final, ou se opta por outro modelo competitivo, e as datas da próxima edição.

O Benfica fez-se representar por Ana Filipa Godinho, do departamento jurídico, o Sporting por Bruno Mascarenhas, membro do Conselho Diretivo, o Belenenses por José Carlos Neves, administrador da SAD, e o Estoril-Praia por André Fernandes, assessor da SAD.

 A equipa principal do Benfica participa no torneio International Champions Cup North América 2015, nos Estados Unidos, no qual a equipa 'encarnada' irá disputar quatro jogos, o primeiro deles frente ao Paris Saint-Germain, na madrugada de 19 de julho, disputando os três restantes perante a Fiorentina, o New York Red Bulls e o América. 

Com a participação no torneio o Benfica arrecadará um 'cachet' de 2,5 milhões de euros.
Lusa
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.