sicnot

Perfil

Desporto

Trasladação de Eusébio vai contar com homenagens musicais de Rui Veloso e Dulce Pontes

A cerimónia de trasladação dos restos mortais do futebolista Eusébio vai ter atuações musicais por Rui Veloso e Dulce Pontes, anunciou hoje a Presidente da Assembleia da República, em comunicado.

Francisco Seco

O cortejo fúnebre de 3 de julho vai ter início às 15:15, com a saída da urna do antigo internacional português do cemitério do Lumiar em direção ao Seminário da Luz, onde vai decorrer uma missa privada. 

Estádio da Luz, Campo Grande, praça Marquês de Pombal e alto do Parque Eduardo VII são os pontos seguintes antes de passagens pela sede da Federação Portuguesa de Futebol, Assembleia da República e, finalmente, a chegada ao Panteão Nacional, na Graça, previsivelmente pelas 19:00.

Dulce Pontes vai cantar "A Portuguesa" e o também antigo jogador de Benfica e da seleção portuguesa António Simões fará um elogio fúnebre. A presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, e o Presidente da República, Cavaco Silva, também vão discursar, seguindo-se duas canções interpretadas por Rui Veloso.

Cavaco Silva, Assunção Esteves e o primeiro-ministro, Passos Coelho, irão depois assinar o "termo de sepultura", por volta das 20:00, ouvindo-se novamente o hino nacional, executado pela banda da Guarda Nacional Republicana.

Na Assembleia da República vai estar patente a exposição "Portugal Eusébio", coorganizada pelo parlamento e o museu do Benfica Cosme Damião, entre 24 de junho e 31 de julho.

O projeto de resolução para conceder honras de Panteão Nacional a Eusébio da Silva Ferreira foi subscrito por todos os grupos parlamentares e aprovado por unanimidade, em 20 de fevereiro, cerca de um ano depois da sua morte.

Lusa
  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".