sicnot

Perfil

Desporto

Autocarro atropelou três atletas em Baku, uma em estado grave

Autocarro atropelou três atletas em Baku, uma em estado grave

Três atletas austríacas que iam participar nos Jogos Europeus, no Azerbeijão, foram atropeladas por um autocarro. Uma ficou ferida com gravidade. A imagem pode impressionar.

O grupo estava a atravessar um passeio dentro da zona onde estão alojados os participantes dos jogos, em Baku.

As jovens, atletas de natação sincronizada, foram abalroadas por um autocarro.

A rapariga de 15 anos que está em estado mais grave vai ser sujeita a várias cirurgias em Viena de Áustria, para onde já foi transferida.

A organização dos Jogos Europeus diz que a polícia está a investigar as causas do acidente.

Condutor detido

Entretanto as autoridades do Azerbaijão anunciaram a detenção do condutor do autocarro. A polícia local abriu uma investigação penal contra Veli Ajmédov, o homem que se encontrava ao volante do autocarro que investiu a grande velocidade sobre as três atletas na Aldeia Olímpica da capital azeri.

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38