sicnot

Perfil

Desporto

Norton de Matos apresentado como novo treinador do União da Madeira

Luís Norton de Matos foi esta segunda-feira apresentado como novo treinador do recém-promovido União da Madeira, apontando como primeiro objetivo manter o clube na I Liga portuguesa de futebol.

Norton de Matos

Norton de Matos

HOMEM DE GOUVEIA / Lusa

O treinador, de 61 anos, rubricou um contrato válido para a próxima temporada, tendo revelado ter ficado "orgulhoso com o convite", sublinhando que não hesitou em o aceitar "por ter a ambição de voltar a treinar na I Liga". 

Ciente dos objetivos para a próxima temporada, Norton de Matos afirmou que passam "pela manutenção, que será fundamental para o clube".

O projeto tem como linha de orientação, a aposta na formação e a "implantação de um modelo de trabalho e de jogo", conforme disse Norton de Matos. 

O técnico mostrou-se agradado com as condições do clube, que, como disse "não conhecia", mas que terão "qualidade para desenvolver um bom trabalho e corresponder a este desafio". 

Quanto ao plantel, o treinador afirmou que o clube "está a trabalhar para completar o lote de jogadores", ressalvando que "estão identificadas as posições chave" e que está "a trabalhar para as colmatar". 

A concluir, Norton de Matos referiu ter "a ilusão, a esperança e a fé que a época tenha um final feliz".

Norton de Matos orientou na temporada passada, até à 20.ª jornada, o Desportivo de Chaves. Começou a sua carreira de treinador no Atlético, em 1988/89. Seguiram-se Barreirense, Sporting de Espinho, Salgueiros, Vitória de Setúbal e Vitória de Guimarães. Trabalhou ainda em África, primeiro no Senegal, liderando o projeto de formação do Étoile Lusitana e depois como selecionador da Guiné-Bissau em 2010/2011. 

Em 2012/2013, regressou a Portugal para treinar o Benfica B tendo ainda experiência como diretor desportivo, cargo que exerceu no Sporting Clube de Portugal, nas temporadas de 1995-96 e 96-96.

A equipa técnica será composta por cinco elementos, sendo que Luís Norton de Matos contará com mais dois adjuntos, sendo um deles madeirense e que fará a ligação com a formação do clube, ainda não conhecidos, além do treinador de guarda-redes, Bruno Freitas e do preparador João Pedro. É já conhecido que a pré-temporada será efetuada no norte do país, tendo como base o Estádio do Leça. 

Na ocasião, o presidente da SAD do União da Madeira, Filipe Silva, considerou que "o projeto da I Liga foi alcançado mais cedo do que o esperado", sendo agora o grande objetivo "fazer uma época tranquila e estabilizar o clube na I Liga". 

"É desafiante e difícil, mas estamos preparados para o encarar", disse o dirigente, que também tem como objetivo "valorizar o jogador madeirense, embora não baste ser madeirense, tem que ter qualidade". 

Filipe Silva lançou ainda a novidade da criação de uma equipa B, que participará nas provas regionais, que permita dar sequência ao trabalho feito na formação.

O União da Madeira é a única equipa da I Liga que ainda não sabe em que estádio irá jogar. Filipe Silva assegura "não estar preocupado", apesar de ser pretensão do clube "jogar no Estádio dos Barreiros", mostrando-se tranquilo quanto a essa questão, "pois haverá uma solução". 

"Se não for nos Barreiros será noutro lado qualquer", disse Filipe Silva, que considera ser "um erro histórico" a passagem do Estádio dos Barreiros para propriedade do Marítimo, devendo a utilização do mesmo pelo União da Madeira ser apenas "o cumprimento do interesse público", que estará previsto no contrato, pois o "estádio é da região".
Lusa
  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC