sicnot

Perfil

Desporto

Titulares treinam à parte no treino da seleção lusa em Genebra

A seleção portuguesa de futebol realizou hoje um treino no Estádio de Genebra, na Suíça, onde defronta na terça-feira num particular a Itália, num apronto em que os titulares frente à Arménia trabalharam à parte

Treino da seleção portuguesa em março de 2015

Treino da seleção portuguesa em março de 2015

arquivo reuters

Nos primeiros 15 minutos abertos à comunicação social, Vieirinha, Ricardo Carvalho, Bruno Alves, Eliseu, João Moutinho, Tiago, Nani, Ricardo Carvalho, todos utilizados de início do triunfo sobre os arménios, por 3-2, foram separados do resto do grupo e realizaram primeiro corrida e depois algum trabalho de aquecimento com bola.

Cristiano Ronaldo e Danny, igualmente titulares no jogo do Grupo I de qualificação para o Euro2016, foram dispensados para o encontro em Erevan, enquanto William Carvalho, que entrou na segunda parte, e Bernardo Silva juntaram-se à seleção de sub-21, que vai disputar o Europeu da categoria.

Os restantes jogadores trabalharam junto do adjunto Ilídio Vale, tendo efetuado exercícios de finalização.   

No final do treino, o selecionador Fernando Santos e Nani vão falam aos jornalistas, em conferência de imprensa.

Na terça-feira, Portugal vai tentar por fim a uma série de seis derrotas consecutivas perante a 'squadra azzurra' e somar a sua primeira vitória em quase 40 anos. A última ocorreu em 1976, no antigo Estádio José Alvalade, por 2-1, também em jogo de preparação.

O encontro está agendado para as 20:30 (19:30 horas de Lisboa) e terá arbitragem do suíço Stephan Studer.

  • Obama acredita que Guterres será um bom líder da ONU
    0:53

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar de perto com os Estados Unidos na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido esta sexta-feira por Barack Obama, na Casa Branca, onde foi elogiado pelo ainda Presidente.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.