sicnot

Perfil

Desporto

Mais uma medalha de prata para canoísta Fernando Pimenta

última hora

O canoísta português Fernando Pimenta conquistou hoje a medalha de prata na prova de K1 5.000 dos I Jogos Europeus, no Azerbaijão, juntando-a à prata no K1 1.000. A canoagem portuguesa encerrou assim a sua participação nos I Jogos Europeus.

MAXIM SHIPENKOV/ EPA (Arquivo)

Depois de ter sido segundo nos olímpicos 1.000, perdendo para o melhor canoísta da atualidade, o alemão Max Hoff, por apenas 216 milésimos -- costumava ficar a dois segundos do alemão -- Pimenta voltou a andar 'colado' ao campeão europeu e mundial, em prova a dois na qual ficou a 10 segundos do ouro.

Com as suas duas pratas, Portugal elevou para quatro o medalheiro no Azerbaijão, pois João Silva teve o mesmo metal no triatlo e o ténis de mesa foi ouro por equipas, com Marcos Freitas, Tiago Apolónia e João Geraldo.

Pimenta foi um maratonista em Mingachevir, pois competiu nestas duas provas e ainda no K4 1.000, que esta manhã foi quinto, em prova na qual Fernando Pimenta, João Ribeiro, Emanuel Silva e David Fernandes mostraram bom andamento.

Frente a algumas seleções que vinham de seletivas internas para os Mundiais, por isso em pico de forma, o quarteto luso falhou o bronze por apenas 183 milésimos, tendo falhado a meio da prova, quando passou muito atrasado aos 500 metros, de nada valendo a forte reação final.

Hélder Silva tem a largada como um dos seus pontos fortes, mas hoje falhou nesse capítulo e, em prova tão curta, apenas conseguiu levar a sua C1 ao quinto lugar nos 200 metros.

Teresa Portela, que competia na pista um, fora do centro da corrida, teve uma prova atípica, ficando cedo para trás e terminando no nono lugar em K1 500. 

Mais tarde, foi à final B dos 200 e venceu, pelo que ficou em 10.º, completando assim o seu conjunto de resultados internacionais mais discretos dos últimos anos.

As olímpicas Joana Vasconcelos e Beatriz Gomes foram à final de K2 200 e ficaram em sexto lugar, ainda a nove décimas de segundo do bronze. 



Lusa
  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.