sicnot

Perfil

Desporto

Nuno Delgado espera oferecer melhores condições a treinadores e judocas portugueses

O antigo judoca Nuno Delgado, medalha de bronze nos Jogos Olímpicos Sydney2000, foi hoje apresentado como o novo chefe de equipa técnica da Federação Portuguesa de Judo.

Delgado conquistou a medalha de bronze em Sydney2000, na categoria de -81 kg. (Arquivo)

Delgado conquistou a medalha de bronze em Sydney2000, na categoria de -81 kg. (Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuters

Numa conferência de imprensa realizada no Centro Desportivo Nacional do Jamor, o antigo judoca olímpico afirmou que esta mudança na estrutura técnica do judo português "é uma inovação" que considera "essencial". 

"É uma inovação daquilo que se viveu na história do judo português, a criação de uma hierarquia intermédia é essencial. Esta equipa técnica tem dois campeões de Europa, em 1999 não havia nenhum campeão de Europa português, eu fui o primeiro e a prova destas conquistas é a evolução do judo português", reiterou.

Nuno Delgado que já tinha sido convidado para integrar a equipa técnica em 2005, mas não tinha aceitado o convite, mostrou-se "feliz pelo desafio lançado" para um cargo que "merece muita responsabilidade". 

"Sinto-me muito feliz pelo desafio lançado. Este desafio já me tinha sido lançado há dez anos atrás quando deixei a alta competição, não aceitei pois é um cargo que merece muita responsabilidade. Ao longo destes anos formei-me, estudei em Inglaterra, trabalhei com jovens, e quando surge este convite senti que estava preparado", explicou o antigo judoca.

Nuno Delgado vai assumir uma posição intermédia na estrutura técnica da Federação de Judo, tendo como principais funções disponibilizar condições aos treinadores e atletas para que possam cumprir de forma correta as suas funções. 

"A minha prioridade é tentar oferecer todas as condições a estes treinadores fantásticos, fazer uns ajustes nas suas condições de trabalho para possam continuar a cumprir as suas tarefas sem um esforço exagerado", enumerou.

O novo chefe de equipa técnica definiu também outro objetivo, que passa por melhorar as condições de treino, uma vez que para Nuno Delgado se as condições de treino não se alterarem "não se podem exigir resultados".

"Queremos melhorar as condições [de treino], é importante pensar que não se pode exigir mais resultados quando o essencial ainda está em dúvida. É uma prioridade para a federação de judo novos espaços, mas gostaríamos de nos manter no Jamor que é espaço mais indicado a todos os níveis", concluiu.

Já o presidente da Federação Portuguesa de Judo, Manuel Costa Oliveira, mostrou-se feliz por Nuno Delgado assumir o cargo, considerando-o "uma figura verdadeiramente notável do judo internacional".

"Enquanto pessoa tem a vertente desportiva de um campeão, mas também tem a vertente humana e social que só os campeões têm. A isto acresce todo o trabalho que ele fez pelo judo nacional e internacional. O Nuno é uma figura verdadeiramente notável do judo internacional", explicou.

A equipa técnica, coordenada por Rui Vieira, a que agora se junta Nuno Delgado como chefe de equipa, é também integrada pelos treinadores João Neto, João Pina, Marco Morais e Go Tsunoda.







Lusa
  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.