sicnot

Perfil

Desporto

Nuno Delgado espera oferecer melhores condições a treinadores e judocas portugueses

O antigo judoca Nuno Delgado, medalha de bronze nos Jogos Olímpicos Sydney2000, foi hoje apresentado como o novo chefe de equipa técnica da Federação Portuguesa de Judo.

Delgado conquistou a medalha de bronze em Sydney2000, na categoria de -81 kg. (Arquivo)

Delgado conquistou a medalha de bronze em Sydney2000, na categoria de -81 kg. (Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuters

Numa conferência de imprensa realizada no Centro Desportivo Nacional do Jamor, o antigo judoca olímpico afirmou que esta mudança na estrutura técnica do judo português "é uma inovação" que considera "essencial". 

"É uma inovação daquilo que se viveu na história do judo português, a criação de uma hierarquia intermédia é essencial. Esta equipa técnica tem dois campeões de Europa, em 1999 não havia nenhum campeão de Europa português, eu fui o primeiro e a prova destas conquistas é a evolução do judo português", reiterou.

Nuno Delgado que já tinha sido convidado para integrar a equipa técnica em 2005, mas não tinha aceitado o convite, mostrou-se "feliz pelo desafio lançado" para um cargo que "merece muita responsabilidade". 

"Sinto-me muito feliz pelo desafio lançado. Este desafio já me tinha sido lançado há dez anos atrás quando deixei a alta competição, não aceitei pois é um cargo que merece muita responsabilidade. Ao longo destes anos formei-me, estudei em Inglaterra, trabalhei com jovens, e quando surge este convite senti que estava preparado", explicou o antigo judoca.

Nuno Delgado vai assumir uma posição intermédia na estrutura técnica da Federação de Judo, tendo como principais funções disponibilizar condições aos treinadores e atletas para que possam cumprir de forma correta as suas funções. 

"A minha prioridade é tentar oferecer todas as condições a estes treinadores fantásticos, fazer uns ajustes nas suas condições de trabalho para possam continuar a cumprir as suas tarefas sem um esforço exagerado", enumerou.

O novo chefe de equipa técnica definiu também outro objetivo, que passa por melhorar as condições de treino, uma vez que para Nuno Delgado se as condições de treino não se alterarem "não se podem exigir resultados".

"Queremos melhorar as condições [de treino], é importante pensar que não se pode exigir mais resultados quando o essencial ainda está em dúvida. É uma prioridade para a federação de judo novos espaços, mas gostaríamos de nos manter no Jamor que é espaço mais indicado a todos os níveis", concluiu.

Já o presidente da Federação Portuguesa de Judo, Manuel Costa Oliveira, mostrou-se feliz por Nuno Delgado assumir o cargo, considerando-o "uma figura verdadeiramente notável do judo internacional".

"Enquanto pessoa tem a vertente desportiva de um campeão, mas também tem a vertente humana e social que só os campeões têm. A isto acresce todo o trabalho que ele fez pelo judo nacional e internacional. O Nuno é uma figura verdadeiramente notável do judo internacional", explicou.

A equipa técnica, coordenada por Rui Vieira, a que agora se junta Nuno Delgado como chefe de equipa, é também integrada pelos treinadores João Neto, João Pina, Marco Morais e Go Tsunoda.







Lusa
  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Rapper XXXTentacion morto em aparente tentativa de roubo

    Cultura

    O rapper norte-americano XXXTentacion, de 20 anos, morreu na noite de segunda-feira depois de ter sido baleado, na Florida, no sudeste dos Estados Unidos. Um dos suspeitos terá disparado e atingido o rapper e, de seguida, dois suspeitos fugiram numa viatura escura. A polícia está a considerar tentativa de roubo.