sicnot

Perfil

Desporto

Sinisa Mihajlovic é o novo treinador do AC Milan

O AC Milan confirmou esta terça-feira a contratação do treinador sérvio Sinisa Mihajlovic, pouco depois de ter anunciado a saída de Filippo Inzaghi do comando técnico da equipa da Liga italiana de futebol.

Aos 46 anos, o antigo defesa vai treinar a formação 'rossonera' depois de ter orientado clubes como Sampdoria, Fiorentina, Catania e Bolonha e a seleção sérvia. (Arquivo)

Aos 46 anos, o antigo defesa vai treinar a formação 'rossonera' depois de ter orientado clubes como Sampdoria, Fiorentina, Catania e Bolonha e a seleção sérvia. (Arquivo)

© Tony Gentile / Reuters

"Sinisa Mihajlovic, que assinou um contrato de dois anos, vai ser o novo treinador do AC Milan na próxima época desportiva. A sociedade deseja um bom trabalho e melhores resultados", lê-se no comunicado do clube sete vezes campeão europeu.

Aos 46 anos, o antigo defesa vai treinar a formação 'rossonera' depois de ter orientado clubes como Sampdoria, Fiorentina, Catania e Bolonha e a seleção sérvia.

Como jogador, Mihajlovic terminou a carreira no Inter Milão, tendo defendido ainda emblemas como Lazio, Sampdoria, Roma, Estrela Vermelha, Vojvodina e Borovo.

Em 2014/15, o AC Milan falhou a qualificação para a Liga Europa, ao terminar a Liga italiana no 10.º lugar, a pior classificação das últimas três décadas, desde que Silvio Berlusconi lidera o clube.
Lusa
  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efectivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21